Comentarista, sobre críticas a Ceni: “Há visão preconceituosa contra ele”

0
167
Eliminações precoces em três competições aumentam questionamentos ao Rogério Ceni treinador (Foto: Marcos Ribolli)
As três eliminações recentes do São Paulo no Paulistão, na Copa do Brasil e na Copa Sul-Americana deixaram em xeque o trabalho de Rogério Ceni. O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, reafirmou que ele será mantido no cargo. No “Seleção SporTV” da tarde desta quarta-feira, houve quem criticasse o julgamento ainda precoce do trabalho do novo treinador. O jornalista do SporTV Sérgio Xavier Filho acha que, por trás das críticas, há preconceito e visão distorcida acerca da personalidade do ex-goleiro.
Ele está sabotando a própria carreira, em nome da vaidade também (…) Acho que foi muito pretensioso no sentido de “eu quero fazer tudo diferente”. Auxiliar de fora, métodos modernos, treinos que não são repetidos. Coisas legais, só que não treinadas.”

Sérgio Xavier Filho, sobre Ceni

– Acho que tem uma visão polarizada, extremamente preconceituosa com relação ao Rogério Ceni, que é tachado como um cara arrogante e insuportável. Ele não é isso. Se você vai conversar no meio do futebol, você não vai ver essa unanimidade. Agora, os torcedores rivais pintam o Rogério como um sujeito absolutamente arrogante e insuportável.

Por outro lado, Sérgio Xavier Filho também desconstruiu a imagem mitificada que muitos têm a respeito de um dos maiores ídolos da história do São Paulo.

– O outro extremo também não é verdadeiro. O Rogério não é Deus, para mim não é mito, o Rogério é um grande profissional. Como goleiro, como estudioso de futebol. Na época em que ele era goleiro já era muito acima da média, só que foi promovido de uma forma abrupta. E aí isso me surpreendeu porque ele sempre foi um cara tão consciente. Por que o Rogério não parou e ele mesmo pensou: “Será que eu não devia começar pelo Expressinho do São Paulo, pelo Mogi?”.

O comentarista Luiz Ademar argumentou que Ceni acabou assumindo o cargo de forma prematura na equipe principal pressionado por pedidos de dirigentes e torcedores. Mas Sérgio Xavier considerou que o atual treinador deveria ter ponderado mais na hora de aceitar o convite.

– Não interessa, ele está sabotando a própria carreira, em nome da vaidade também. Aí ele vem, assume… Acho que ele foi muito pretensioso no sentido de “eu quero fazer tudo diferente”. Auxiliar de fora, métodos modernos, treinos que não são repetidos. Coisas realmente legais, só que não treinadas. Ele não treinou fazer esse tipo de inovação com uma menor visibilidade. Poderia ter feito isso em Cotia, ou numa equipe menor. É assim que funciona. O estagiário que chega aqui no SporTV vai lá para cima, faz umas coisinhas, depois ele vira Ademar (citando o comentarista Luiz Ademar).

Sérgio Xavier Filho ainda discordou de Luiz Ademar de que não há crise no São Paulo. Ele considera a crise enorme por tudo que Ceni e o clube projetaram no início da temporada. Quanto à opinião de que o elenco tricolor é fraco e tem deficiências principalmente na lateral esquerda, na posição de primeiro volante e do meia camisa 10, também não concordou.

– Eu acho que o São Paulo tem elenco melhor do que a maioria dos times – disse, lembrando que há pouquíssimos jogadores camisas 10 no mercado (Diego, do Flamengo, e D’Alessandro, do Inter, são exceções).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA