Um mês de muitas decisões

0
460
Rogério Ceni, comemorando o título da Flória Cup, em janeiro (Foto: Gazeta Esportiva)

Há momentos na vida que são extremamente decisivos. Seja quando você entre num emprego novo e precisa fazer um relatório para o seu chefe, ou fazer uma entrevista com alguém famoso, ou ainda numa prova de vestibular. São momentos que exigem muito e que a ansiedade e o nervosismo não podem tomar conta, pois podem prejudicar nosso desempenho.

Assim será o mês de abril para Rogério Ceni e toda equipe do São Paulo. Nos três primeiros meses do ano, houveram jogos eliminatórios pela Copa do Brasil e os clássicos pelo Campeonato Paulista, onde a equipe se comportou bem, com exceção do jogo no Alianz Parque contra o Palmeiras. Mas a prova de fogo será agora, com os jogos eliminatórios pela Copa do Brasil, Paulistão e Copa Sulamericana.

Pelo torneio Nacional, o confronto será contra uma das equipes que vem apresentando melhor futebol na temporada. O Cruzeiro é um adversário grande e extremamente perigoso, com um elenco qualificado. A retrospecto contra a equipe Celeste é muito bom em torneios de pontos corridos, mas nas competições de mata-mata, como a Copa do Brasil, a vantagem é mineira, que inclusive já nos derrotou numa final, no ano 2000. Já pelo torneio estadual, o adversário é a pequena equipe do Linense. Como os dois jogos serão no estádio do Morumbi, a vantagem tricolor aumentou consideravelmente e seria uma catástrofe ser eliminado do torneio. Já pelo torneio Internacional, o desafio é contra a modesta equipe do Defensa y Justicia. O jogo de ida acontece já na próxima semana e jogo de volta em casa apenas do mês de maio. O torneio não é a Libertadores, mas por ser internacional, já dá um gosto e empolgação diferente para o torcedor.

Na pior das hipóteses, serão pelo menos cinco jogos extremamente importantes e que podem definir o futuro do técnico Rogério Ceni. Sim, o cargo do treinador com certeza ficará em xeque em caso de revés precoce no Paulistão e na Copa do Brasil, pois no Brasil os resultados são imediatistas e a não há paciência para desenvolver um trabalho consistente. Cabe a diretoria dar o respaldo ao Mito em caso de insucessos nesse inicio de trabalho.

A expectativa da e a ansiedade da torcida para ver o desempenho da equipe nessas decisões é muito grande, mas é possível imaginar que para Rogério Ceni seja ainda maior. Um profissional que sempre se cobrou tanto dentro de campo, agora na beira do gramado, podendo levar o time a uma conquista inédita da Copa do Brasil e levar o Paulistão, que foi conquistado pela última vez há 12 anos, sendo o São Paulo a equipe grande do país que a mais tempo não leva o torneio estadual. Agora, mais do que nunca, chegou a hora da equipe mostrar todo seu potencial e provar que o elenco é forte e capaz de lutar por todos os títulos na temporada.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA