Renan se vê em melhor fase da carreira e agradece elogios de Sidão

0
151
Titular nos últimos cinco duelos, Renan empata com Sidão e Denis em número de partidas no ano, com nove jogos (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

“Eu tinha vindo quando cheguei no São Paulo, há quatro anos. Feliz de estar aqui. Espero estar mais vezes aqui ajudando vocês (risos)”, brincou Renan Ribeiro, nesta segunda-feira, durante sua primeira entrevista coletiva desde sua apresentação, em 2013. Com o semblante leve, o goleiro admitiu aos jornalistas na sala de imprensa do CCT da Barra Funda estar vivendo o melhor momento da carreira.

Considerado a terceira opção no começo do ano, principalmente por não ter participado da pré-temporada nos Estados Unidos por conta de uma lesão, o camisa 22 ganhou espaço no time treinado por Rogério Ceni após a lombalgia de Sidão e as instáveis atuações de Denis.

Sem cometer os mesmos erros de seus concorrentes, Renan acumula cinco partidas consecutivas na titularidade da meta tricolor – são nove no total, no ano – e deve chegar à sexta em 11 de maio, quando a equipe enfrentará o Defensa y Justicia-ARG, no Morumbi, pelo jogo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana.

“Encaro essa sequência de jogos muito importantes, estou feliz de ter essa oportunidade no retorno do Rogério como treinador. Tenho que aproveitar o momento dentro de campo para passar confiança”, refletiu, analisando a concorrência com Sidão e Denis.

“O elenco é muito bom, temos grandes goleiros. Cabe a mim treinar cada vez mais, me doar cada vez mais para o São Paulo. Vou fazer o meu melhor dentro de campo para ajudar o São Paulo a vencer os jogos”, conscientizou-se, deixando a cargo do técnico a escolha pelo arqueiro titular.

“Quem tiver melhor vai jogar. No futebol é assim. Essa decisão de quem vai jogar é sempre do treinador, do Rogério. Não cabe a mim. Sou funcionário do clube. Tenho de treinar, fazer meu melhor e acatar as decisões”, analisou.

Na entrevista coletiva, Renan Ribeiro deixou transparecer o ambiente saudável entre os goleiros tricolores, agradecendo aos elogios feitos por Sidão, que, em uma entrevista na semana passada, admitiu que o companheiro estava melhor e, por isso, merecia a titularidade no momento.

“Fico feliz pelo reconhecimento do próprio parceiro de trabalho. O Sidão é um excelente goleiro também. Teve oportunidades no começo da temporada, mas teve a infelicidade da lesão. É importante ter grandes goleiros no elenco. Nessa semana teve o caso do Inter. Não se sabe o amanhã, não sabe quem está jogando. Tem de treinar para corresponder quando jogar”, concluiu.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA