O São Paulo tornou-se um time bizarro

0
6730

Se posso definir a semana do São Paulo e o futebol atual do time em uma palavra, digo que é bizarro. É inadmissível jogar tão pouco. É surreal errar as mesmas coisas toda partida. O São Paulo vai cair em duas competições ao mesmo tempo por erros iguais, e parece que tanto faz.

Ser eliminado é horrível, mas pode acontecer. Cair é natural quando apenas um time pode ser campeão. Agora, ser eliminado em confrontos mata-mata na partida de ida e, principalmente, jogando as duas vezes em casa beira o absurdo. Seja com Rogério ou sem Rogério, o futebol não perdoa quem insiste em não enxergar suas falhas.

O trabalho da comissão técnica precisa seguir, isso é óbvio, nem vou dedicar muito tempo para discussão. No entanto, a execução das ideias precisa ser questionada. Os erros precisam ser vistos, e corrigidos. Eu gosto bastante de ver um time protagonista, passei o ano passado inteiro pedindo isso, mas o protagonismo sem inteligência, o ser por ser, não me atrai. Não deveria atrair ninguém.

O atual time do São Paulo é bizarro. Faz mal tudo que se propõe a fazer, e não se trata de muita coisa. A proposta de jogo e o modelo pensados são complexos, mas o time não tem errado nisso. O São Paulo de Rogério Ceni erra no básico, não chega nem a executar movimentos mais complexos. Sem acertar as movimentações fundamentais não se chega a nenhum objetivo, nem simples, muito menos complexo.

Queria eu poder criticar as atuações, mas elas têm sido abaixo da crítica. O São Paulo não tem jogado nada. Como criticar o nada? 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA