Maicon, Lugano e Wesley desfalcam Tricolor na estreia da Sul-Americana

0
431
Maicon está fora dos dois jogos contra o Defensa y Justicia, pela Sul-Americana (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

Com a classificação encaminhada às semifinais do Campeonato Paulista, o São Paulo agora mira seu foco para a Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, a partir das 19h15 (de Brasília), o Tricolor enfrentará o Defensa y Justicia-ARG, na cidade de Lanús, pelo jogo de ida da primeira fase da competição continental.

Não bastassem os problemas por lesão, a equipe irá para o confronto desfalcada por Maicon, Lugano e Wesley. O trio está suspenso das competições organizadas pela Conmebol e não poderá viajar a Lanús. Maicon, inclusive, não atuará nem no duelo de volta, no dia 11 de maio, no Morumbi, uma vez que cumpre suspensão de três jogos.

A suspensão do capitão tricolor se deve ao empurrão na cabeça do atacante Borja, atualmente no Palmeiras, na primeira semifinal contra o Atlético Nacional-COL, pela Copa Libertadores da América de 2016. Já Lugano e Wesley estão fora por terem sido expulsos por reclamação na partida de volta, em Medellín, onde os colombianos venceram por 2 a 1, dando mais um passo rumo ao título que viria sobre o Independiente Del Valle-EQU.

Além dos três, Ceni não poderá contar com Cueva, Lucas Fernandes e Edimar (estiramento na coxa esquerda) Sidão (lombalgia) e Bruno (entorse no tornozelo direito) no primeiro embate com o Defensa y Justicia. Assim, o parceiro de Rodrigo Caio na Argentina será definido entre Douglas, Lucão e Breno.

“Tenho que ver o relatório médico amanhã (segunda-feira) para ter uma noção exata de cada jogador e do estado físico de cada um que jogou hoje para montar o time contra o Defensa y Justicia, depois de analisar bastante o time deles. Jogam em um sistema diferente, um 3-5-2, que não enfrentamos no Campeonato Paulista. Vamos com calma”, frisou Rogério Ceni, projetando o confronto com os argentinos.

“Jogar Libertadores, Sul-Americana, contra times argentinos, é sempre um jogo diferente, mas eles estão amadurecendo. A maioria jogou os três clássicos, tiveram uma oportunidade de jogar contra o River na Copa Flórida, isso ajuda bastante. Parece ser uma equipe muito bem acertada, perdeu por 1 a 0 do Boca no último jogo, mas foi muito bem, uma equipe muito bem organizada, um treinador que trabalhou com o Sampaoli. Mostra um futebol bem agressivo, é um desafio bem grande para nós”, concluiu.

Por Gazeta Esportiva

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA