Renovação de Rodrigo Caio deve ser comemorada como reforço

0
617
Camisa 3 assina novo vínculo: esperança para um sistema que ainda não se encontrou

Nesta segunda-feira, chegou ao fim a novela da renovação do contrato de Rodrigo Caio. O zagueiro assinou novo vínculo com o Tricolor com vigência até 2021, que garante também uma multa rescisória mais vantajosa para o clube.

O acordo dá sequência ao trabalho da diretoria são-paulino para a manutenção das principais peças do elenco, algo vital para uma equipe que ainda inicia um trabalho com foco em resultados no médio prazo. Antes de Caio, Cueva, Luiz Araújo, Bruno, Lucas Fernandes e Thiago Mendes também assinaram novo compromisso de permanência no Morumbi.

No caso específico do atual camisa 3, existem pontos a serem observados. Primeiramente, trata-se do atleta com maior potencial de venda do clube. Só não rumou à Europa até agora por seu desejo (totalmente real) de jogar a Copa do Mundo no ano que vem. Ir para o velho continente hoje seria escolher entre ir para um clube médio e correr o risco de não ter a mesma visibilidade ou ir para um grande, onde fatalmente chegaria como reserva. Ambas as opções, claramente, não são interessantes para ele neste momento. Para o clube, isso significa que o jogador campeão olímpico pode também colocar um Copa no currículo e se valorizar mais ainda. E, pelo histórico invejável do Tricolor na arte de negociar atletas, dá para imaginar o retorno financeiro que o zagueiro pode representar. Além disso, e mais importante ainda, há a bola. Rodrigo Caio é indiscutivelmente o defensor mais técnico do elenco são-paulino. Perdê-lo, principalmente num momento em que o sistema defensivo encontra dificuldades monstro para se acertar e tornar-se seguro, seria o pior dos mundos. Atuando ao lado de zagueiros “raiz”, como Maicon e, eventualmente, Lugano, Caio torna-se um contraponto, dando mais leveza ao setor.

É ponto passivo que o maior problema do São Paulo neste início de temporada é na retaguarda. A recuperação desse setor dependia muito da permanência de Rodrigo Caio. Ele ficou, e Rogério Ceni tem uma razão a mais para acreditar que irá superar essa pedra no caminho.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA