Lyanco, Caíque, Foguete ou Wellington? Ceni fecha lista hoje

0
459

Acabou o período de testes para Lyanco, Wellington, Caíque e Foguete.

Nesta sexta-feira o São Paulo tem de encaminhar a lista final de atletas inscritos para defender a equipe no Campeonato Paulista e os quatro jogadores disputam a última vaga restante.

O limite imposto pela Federação Paulista de Futebol é de 28 jogadores por clube. Lucas Pratto e Juciliei foram os últimos a integrar o grupo dos escolhidos por Rogério Ceni, que tem avaliado os concorrentes durante os treinamentos no CT da Barra Funda nas últimas semanas.

Das quatro opções, Foguete pode ser considerado a maior zebra. O fato do elenco já contar com Bruno e Buffarini para a lateral direita torna a escolha pelo atleta de 21 anos, que ainda sequer estreou no time profissional do São Paulo, muito difícil de ser feita.

Wellington é outra alternativa que deve acabar sendo preterida pelo treinador são-paulino. Aos 26 anos, o jogador briga com a concorrência de João Schmidt, Thiago Mendes, Jucilei e Cícero. Além disso, o jovem Araruna está cheio de moral com Rogério Ceni.

A concorrência, na prática, é entre Lyanco e Caíque. O zagueiro naturalmente é o favorito por ser um jogador mais experiente, vive uma fase de valorização, é disputado por Juventus e Atlético de Madrid, mas atua em uma posição onde Ceni já tem cinco opções (Maicon, Rodrigo Caio, Lugano, Breno, Douglas e Lucão).
Fora isso, o defensor só voltou a treinar na última segunda-feira depois de 15 dias de folga por ter defendido a Seleção Brasileira no Sul-Americano Sub-20.

Por outro lado, Caíque é ainda apenas uma promessa das categorias de base, tem 19 anos e é mais um que nunca vestiu a camisa do São Paulo no time principal. Mas pesa a favor do garoto o fato de Rogério Ceni ter perdido David Neres e Junior Tavares ser a única opção para a lateral esquerda. No time sub-20, Caíque começou como lateral e terminou o ano passado como ponta pelo mesmo lado. Ou seja, o técnico poderia suprir duas carências de uma só vez. Desde o dia 17 de fevereiro, Caíque tem sido avaliado nos treinamentos.

“Trouxe o Caíque para avaliar. Apesar do Buffarini jogar nas duas, falta esse jogador (na esquerda)”, explicou o comandante em entrevista coletiva concedida após a vitória sobre o São Bento. “Tem a Copa do Brasil e logo logo o Brasileiro, então, que ninguém caia no desânimo. É uma questão de opção, não profissional. A regra do Paulista é uma regra ingrata. Eu até agradeço a forma profissional como eles vêm tratando isso, mas numericamente foge do meu alcance”, completou Rogério Ceni, à época, preparando terreno para possíveis atos de insatisfação.

Vale lembrar que ao fim da primeira fase, todos os clubes que disputam o Campeonato Paulista poderão trocar três jogadores inscritos por atletas que estão fora da lista final, esta com data limite para entrega nesta sexta.

Por Yahoo!Esportes

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA