26 em 9 jogos: o São Paulo é uma máquina de fazer gols

0
3039
Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

A vitória do São Paulo por 4 a 1 no Morumbi, na tarde de hoje, diante do Santo André pelo Campeonato Paulista, serviu para consolidar a equipe de Rogério Ceni como uma máquina de fazer gols. O tento de Gilberto, que fechou o placar, foi o vigésimo sexto do time na temporada. Mesmo com um sistema defensivo falho, a vantagem do ataque chega a dez gols. Isso porque os goleiros são-paulinos foram vazados por dezesseis vezes.

Mesmo bem longe das execelentes atuações que já teve no ano, o Tricolor goleou tranquilamente a equipe do Santo André em casa. Com time misto, visando a sequência de jogos decisivos contra ABC e Palmeiras, Rogério poupou atletas como Pratto e deu minutos em campo para peças como Jucilei, Araruna, Douglas, Lugano e Gilberto. Poderia também ter dado a Denis, e eu explico.

Falo sobre Denis porque o ex-titular tem rendido mais do que Sidão, que novamente falhou no único tento sofrido pelo clube do Morumbi hoje. Mesmo com a confiança do treinador, de parte da torcida e do grupo, o goleiro que veio do Botafogo tem apagado sua boa participação criativa – jogando com os pés – com falhas técnicas na sua principal função em campo: evitar gols com as mãos. Com Denis hoje, Sidão não teria falhado e chegaria menos contestado para um jogo eliminatório na quarta, onde falhas pesam em dobro.

Apesar de fraca, a partida do São Paulo teve diversos pontos positivos. A belíssima partida do atacante Luiz Araujo, que construiu o placar com um gol e uma assistência foi mais elogiável ainda pela aplicação tática do atacante que, sem dúvida, hoje é de longe o melhor defensor do time entre os homens de frente. Além dele, Jucilei ganhou ritmo e minutagem para crescer. O volante ainda precisa de uma condição física mais adequada, mas sua combatividade é um ponto que lhe favorece a brigar por uma vaga entre os titulares.

Não posso deixar de criticar a atuação do quarteto de arbitragem do jogo. Foram duas falhas grotescas contra a equipe do Santo André. Erros do quarteto que ajudaram o São Paulo a construir um placar elástico mesmo após um jogo morno e pouco agressivo, diferente do que devemos ver na quarta. Com mais pontos positivos do que negativos, o São Paulo vai estabelecendo um padrão de jogo que promete emoção ao torcedor. Até agora, são 6 vitórias, 2 empates e 1 derrota em 9 partidas. 26 gols marcados e 16 sofridos, o que não nos deixa dúvida sobre a partida de quarta-feira pela Copa do Brasil contra o ABC: vai ter gol do São Paulo. E talvez muito mais do que apenas um. O adversário, que vem de derrota na final do primeiro turno Campeonato Potiguar para o Globo-RN, que se cuide.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA