São Paulo precisa de paciência e elenco

0
383
Paciência com Rogério; reforços para Rogério (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

A derrota para o Audax na estreia do Paulista mexeu com a confiança de uma parte dos são-paulinos, que vinha em alta durante a pré-temporada. A presença do maior ídolo da história do clube, aliada à mentalidade diferente que Rogério Ceni tenta implantar no futebol, animou os torcedores. Os treinamentos nos Estados Unidos e na Barra Funda mostram que realmente há um avanço em progresso, primeiramente notável no ambiente do grupo.

E a possibilidade desse avanço chegar ao jogo apresentado pela equipe é bastante grande. Todos conhecemos a capacidade do, hoje, treinador e seu empenho e determinação para entregar tudo o que pode ao São Paulo. O que não pode ser ignorado é que o Mito está exercendo essa função pela primeira vez e essa experiência completou recentemente apenas um mês.

O revés da primeira partida oficial foi duro. Não haveria pior maneira de começar o campeonato. Mas o momento não é de abaixar a cabeça. Muito pelo contrário. A confiança deve ser passada tanto de dentro do clube para fora, quanto vice-versa, da torcida para o time. Domingo é dia de festa no Morumbi. A torcida deve ir em peso e receber Rogério Ceni da forma que ele merece. Mas antes, o novo regulamento da Copa do Brasil transformou a partida contra o Moto Clube, nesta quinta-feira, na primeira decisão do ano.

É proibido cogitar uma eliminação, que seria muito prejudicial ao planejamento de 2017. A obrigação é passar de fase com tranquilidade no Maranhão. Para que estragos não apareçam assim, tão cedo e atrapalhem os planos técnicos. Após essa obrigação na competição nacional, o Paulista volta e a paciência e apoio da torcida precisa fazer parte das arquibancadas.

A cobrança agora é por reforços. Um bom elenco é fundamental para implantar a filosofia desejada por Ceni. Vendemos o jogador mais promissor do elenco e que foi fundamental na salvação tricolor em 2016 por uma quantia absurda. Agora é hora de procurar peças pontuais que façam diferença ao time e acrescentem ao trabalho. Não é necessário gastar caminhões de dinheiro em contratações dos chamados “medalhões”, muito menos montar “pacotões” que quase nunca rendem no São Paulo. A diretoria deve ser cobrada para ajudar Rogério a ajudar o tricolor.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA