São Paulo inicia Copinha com goleada e mostra bons valores

0
485

Clube com a base mais vitoriosa do Brasil em 2016, o Tricolor começou sua campanha na Copa São Paulo de Futebol Junior com vitória por 6 a 0 sobre o Genus, de Porto Velho/RO.

É comum enfrentar poucas dificuldades na estreia da Copinha por conta da fragilidade dos adversários. O que se observa então, principalmente, é a postura do time e a atitude dos jogadores, que foi boa na maior parte do tempo, mostrando seriedade.

O elenco do São Paulo selecionado para disputar o torneio tem uma série de mudanças em relação ao que foi campeão da Copa do Brasil e do Paulista sub-20 no ano passado. Jogadores como Shaylon e Foguete subiram para o profissional a pedidos de Rogério Ceni, além da volta de atletas como Artur e Pedro, que já haviam integrado a equipe profissional em 2016.

A equipe que foi a campo no início teve Lucas Paes no gol, Éder Militão e Roni na zaga, Igor Neves na lateral direita e Liziero na esquerda, os volantes Vinicius e Pedro, Frizzo na meia, Caíque no ataque pelo lado direito, Matheus Lu pelo esquerdo e Heron como centroavante.

Mesmo levando em conta a evidente fragilidade do adversário, que não conseguiu trocar passes e foi ingênuo na marcação ao ceder muito espaço na defesa, o São Paulo agradou. Além de pressionar a saída de bola, o que resultou inclusive no primeiro gol de Frizzo marcado logo no início, após saída errada do goleiro do Genus, a movimentação na frente foi muito boa, com Caíque bastante participativo pelo lado direito, ora indo para o fundo buscar Heron e Matheus Lu que fechavam na área, ora trazendo para dentro quando trabalhava com Frizzo.

Como esperado, os gols foram saindo. Frizzo mostrou ter um pé esquerdo calibrado, ao marcar o primeiro e segundo gols com finalizações de categoria, e mandar uma bola no travessão num belíssimo chute da entrada da área. Matheus Lu, apesar de mais frágil tecnicamente comparado aos seus companheiros de ataque, também participou bem da partida. Ele sofreu o pênalti que foi convertido por Militão e deu a assistência para o quarto gol, marcado por Heron nos momentos finais da primeira etapa.

No início do segundo tempo, o São Paulo manteve a intensidade e logo chegou ao quinto gol, também com o centroavante Heron, e criou algumas outras oportunidades, mas naturalmente a pressão diminuiu. Na metade da etapa final, André Jardine trocou todos os jogadores de frente, quando saíram Matheus Lu, Heron, Frizzo e Caíque, para a entrada de Leo Natel, Gabriel Novaes, Giovane e Paulinho Bóia.

Jardine fez bem ao rodar a equipe, e a intensidade na frente aumentou na parte final, embora apenas mais um gol tenha saído, marcado por Giovane. Ainda participaram da partida Paulinho e Tom, que entraram no lugar de Liziero e Vinicius.

O saldo foi bom. Uma goleada já esperada e boas participações de jogadores como Caíque e Frizzo. Agora, o São Paulo enfrenta a União Barbarense quinta, 5, às 16h. Na rodada final, o embate será sábado, 7, contra o Capivariano, time da casa, às 19h.

Foto: Igor Amorim/ site oficial

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA