Rodrigo Caio exalta união no São Paulo para formar “time competitivo”

0
146
Em 19 dias de pré-temporada, Rodrigo Caio comemorou título e convocação de Tite (Foto: Rubens Chiri/ SPFC)

Após 19 dias de trabalhos nesta pré-temporada, Rodrigo Caio já tem muito a comemorar em 2017. Um dos pilares do time dirigido por Rogério Ceni, o zagueiro ajudou o São Paulo a conquistar a Copa Flórida nos Estados Unidos, além de ser convocado por Tite para defender a Seleção Brasileira no amistoso contra a Colômbia.

Batizado de Jogo da Amizade, o duelo será realizado na próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Engenhão, em homenagem às 71 vítimas do acidente com o avião da Chapecoense – a renda da partida será destinada ao clube catarinense, que irá repassá-la aos familiares do mortos.

“Estou muito feliz com este início de ano, porque todo jogador tem objetivos na carreira. Títulos pelo clube e conquistas pessoais sempre são uma motivação extra, e é assim que pretendo aproveitar este momento para ajudar a equipe”, afirmou o jogador de 23 anos, que tem contrato com o Tricolor até outubro de 2018.

Após recusar ofertas do futebol europeu em 2016, de clubes como Napoli (ITA) e Hamburgo (ALE), Rodrigo Caio se animou com o retorno de Rogério Ceni para o cargo de técnico e aposta em um time mais unido e forte neste ano.

“Sem os meus companheiros, principalmente para a minha convocação, isso não existiria. Por isso, estamos unidos para formar um time competitivo”, acrescentou.

Nos primeiros compromissos sob o comando do novo treinador, Rodrigo Caio foi designado para exercer uma função diferente da que estava acostumado. Contra o River Plate, na estreia da Copa Flórida, o camisa 3 atuou como uma espécie de líbero, à frente dos outros dois zagueiros. Na final diante do Corinthians, o campeão olímpico alternou entre as duas funções.

“O título da Copa Flórida também foi importante para começar bem a temporada coletivamente, de uma maneira vencedora. É assim que queremos encarar 2017. Nossa meta é ter um ano vitorioso e cheio de conquistas”, concluiu o defensor.

Por Gazeta Esportiva

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA