Herói do título, Sidão espera ser lembrado como Ceni e Zetti no Tricolor

0
66
 Sidão defendeu quatro pênaltis na campanha do título tricolor na Copa Flórida (Foto: Gregg Newton/AFP)

O São Paulo não precisou marcar gols para ser campeão da Copa Flórida. Bastou que Sidão brilhasse nas disputas por pênaltis contra o argentino River Plate e o Corinthians para que o Tricolor conquistasse o torneio, realizado durante a pré-temporada nos Estados Unidos. Um dos quatro reforços para 2017, o goleiro de 34 anos comemora o bom início de sua trajetória no clube do Morumbi e espera ser lembrado pela torcida como Rogério Ceni e Zetti, ídolos e campeões de Copa Libertadores e Mundial de Clubes.

“Acho que o torcedor vai lembrar de Rogério e Zetti. Claro que não tem nem comparação, mas cheguei com o pé direito”, comemorou Sidão, em entrevista à TV Bandeirantes.
No total, Sidão realizou quatro defesas de pênaltis na campanha são-paulina na Flórida. Contra o River, foram duas cobranças na vitória por 8 a 7. Já diante o arquirrival do Tricolor, na noite deste sábado, ele apanhou outras duas, nos chutes de Fellipe Bastos e Marciel.

“Não gosto de tomar gol nenhum. No pênalti, as chances são mínimas para os goleiros, mas damos a vida para tentar defender. Agora podemos comemorar um título. É uma sensação inexplicável”, vibrou o veterano, em entrevista ao canal Sportv.

Com um contrato até o final de 2018, Sidão sai na frente na disputa pela titularidade no time dirigido por Rogério Ceni. Além de cair em descrédito com a torcida no ano passado em função de algumas falhas, Denis ainda não tem no currículo defesas em disputas por pênaltis contra o maior rival do Tricolor.

“Sim, tem um gosto especial (vencer o Corinthians), tem um peso, agora é agradecer a Deus”, concluiu Sidão, que recebeu elogios do chefe. Em entrevista coletiva, Rogério chegou a comparar a sua própria estreia pelo São Paulo, em 1993, com a de Sidão.

Naquele ano, Ceni debutou com defesa de pênalti e vitória por 4 a 1 sobre o Tenerife (ESP) no amistoso Torneio Santiago de Compostela. Na final, após empate por 2 a 2 contra o River Plate, o ex-goleiro defendeu outra cobrança da marca da cal e deu o título ao Tricolor. “Uma coincidência muito bacana, estreei sendo campeão de um torneio assim, pegando pênalti em dois jogos como foi o Sidão agora, também tinha o River Plate”, disse o técnico do São Paulo.

Por Gazeta Esportiva

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA