Auxiliar inglês elogia sul-americanos, e francês pretende inovar no São Paulo

0
199

 

Rogério Ceni escolheu dois estrangeiros para o auxiliarem no São Paulo: o inglês Michael Beale, que deixou o comando do time sub-23 do Liverpool, e o francês Charles Hembert, profissional ligado à logística que já auxiliou a seleção brasileira. Em entrevista nesta quinta-feira, no CT da Barra Funda, Beale se esforçou para falar português e exaltou o futebol sul-americano – ele faz aulas para aprender o idioma.

Michael Beale Charles Hembert São Paulo (Foto: Alexandre Lozetti)Charles Hembert (à esq.) e Michael Beale conversam num dos campos do CT (Foto: Alexandre Lozetti)

– Falo pouco português. Muito feliz aqui, oportunidade. É um grande clube, muito respeitado por conta do Rogério. Eu estudo português há um mês todo dia. Futebol é futebol, no Liverpool, no Chelsea, treinei muitos estrangeiros, brasileiros, argentinos, italianos, não tem problema. O Charles me ajuda, o Rogério fala inglês muito bem. É uma grande oportunidade para mim. Os melhores jogadores do mundo são brasileiros, sul-americanos, por isso estou aqui – disse Beale.

Charles Hembert, por sua vez, mostrou português fluente. Ele afirmou que vai agregar ao São Paulo a experiência de vivenciar competições como Copa do Mundo e Copa América. No início, os dois trabalharão junto com Ceni no campo.

– Vi coisas boas e não tão boas para tentar fazer um universo de tudo isso, das delegações e organizações de uma Copa do Mundo, Copa América… Tenho um balanço dos dois lados para condensar tudo isso e trazer ao São Paulo. Agradeço a todos do clube pela oportunidade, sem esquecer o presidente e a diretoria. Vejo que não é comum (ter estrangeiros na comissão técnica) no Brasil. Peço desculpas por não me expressar como eu gostaria. Vamos tentar manter muito do que tem aqui, mas com uma nova visão, inovadora, com novas ideias para poder da melhor maneira possível ajudar o Rogério – disse Hembert.

Além dos dois estrangeiros, Rogério Ceni tem Pintado como auxiliar na sua comissão. Rene Webber, antigo coordenador, deixou o cargo. Zé Mário Campeiz é o preparador físico, ajudado por Pedro Campos, e Haroldo Lamounier volta para a preparação de goleiros, ajudado por Otávio Ohl – Pedro e Otávio estavam nas categorias de base.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA