Acertado com a Atalanta, Schmidt avisa que não renovará com o Tricolor

0
112
João Schmidt não renovará com o São Paulo e deve ir para a Atalanta, da Itália (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Press)
 

João Schmidt não vai mesmo vestir a camisa tricolor no segundo semestre deste ano. Participando da pré-temporada do São Paulo em Bradenton, nos Estados Unidos, o volante comunicou a diretoria do clube que aceitou uma oferta um pré-contrato com a Atalanta, da Itália.

Com 23 anos, João Schmidt tem vínculo com o Tricolor até 30 de junho de 2017 e está livre para assinar um pré-contrato com outro clube desde o início deste ano. Em dezembro, a Gazeta Esportiva já havia antecipado que o destino do jogador deveria ser mesmo a agremiação italiana.

O São Paulo tentou mantê-lo no elenco ao oferecer um aumento de salário, com uma extensão de contrato. O atleta, no entanto, rejeitou a oferta pelo desejo de retornar à Europa, onde defendeu por empréstimo o Vitória de Setúbal, em 2015. No clube português, ele se destacou ao marcar oito gols em 34 partidas.

Revelado nas categorias de base do São Paulo, em Cotia, João Schmidt iniciou sua carreira profissional em 2012. Desde então, vestiu a camisa tricolor em 50 jogos oficiais, anotando dois tentos, ambos em 2016.

Resta saber se agora o técnico Rogério Ceni pedirá a contratação urgente de um volante ou se irá esperar o atleta deixar o clube de vez, em julho. O treinador tem preferência por meio-campistas altos e João Schmidt preenchia este requisito, com uma estatura de 1,81m.

Daniel

Outro que está de saída do clube do Morumbi é Daniel. O meia estava próximo de acertar com a Chapecoense, mas a agremiação de Santa Catarina desanimou do negócio por conta da pedida salarial do atleta, abrindo brecha para o Coritiba manifestar interesse no futebol do jogador. O anúncio deve sair nos próximos dias.

Interessado em trabalhar com o técnico Carpegiani, Daniel chegou ao Morumbi em dezembro de 2014, vindo do Botafogo. Antes, ele havia sido reprovado nos exames médicos no Palmeiras em função de uma lesão no ligamento cruzado do joelho direito, problema que o manteve em tratamento no Reffis do São Paulo durante oito meses.

O meia voltou a jogar no Campeonato Brasileiro de 2015, em setembro, mas não conseguiu uma sequência na equipe paulista, pela qual atuou em apenas 16 partidas, sem ter marcado nenhum gol sequer.

Por Gazeta Esportiva

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA