Hudson aponta relaxamento, fala em reforços e defende dupla criticada

0
101
Hudson São Paulo (Foto: Ana Luiza Rosa / saopaulofc.net)

 

A fala do zagueiro Rodrigo Caio, que na última sexta-feira apontou a falta de comprometimento de alguns jogadores como a principal razão para explicar a queda do São Paulo na temporada 2016, foi defendida pelo volante Hudson nesta terça-feira. Um dos jogadores mais antigos do grupo, o meio-campista reconheceu que a equipe tinha condições de ter dado muito mais no ano para não terminar a temporada de maneira melancólica.

– Comprometimento é uma palavra muito forte. Achoque em algumas partidas pode ter havido relaxamento de alguns atletas, sim. Acho que tinha de ter sido evitado, agora não tem mais campeonato para evitar qualquer coisa. Mas é algo que a gente se cobra e sabe que precisa melhorar muito – afirmou o camisa 25.

E MAIS: São Paulo pode ter pior desempenho no Brasileirão de pontos corridos

Hudson disse que o elenco precisa ser reforçado para que possa voltar a brigar por títulos.

– Tem que mudar sim. Está todo mundo de acordo que foi um ano em que ficamos devendo. Novos jogadores precisam chegar. Nosso elenco se superou no primeiro semestre na Libertadores. Mas, após a saída de dois jogadores fundamentais (Ganso e Calleri), tivemos uma queda muito grande de rendimento. O grupo hoje é reduzido. Quando cheguei em 2014, o ataque contava com seis jogadores de seleção brasileira. Hoje só tem o Michel Bastos eque nem joga – ressaltou o jogador.

LEIA TAMBÉM: São Paulo tem preferência de compra por autor de gol da Chapecoense

O meio-campista saiu em defesa do técnico Ricardo Gomes e do goleiro Denis, que são os principais alvos de críticas da torcida e têm o futuro no clube sendo avaliado pela diretoria.

– É um todo. Não adianta apontar o dedo para o Ricardo e para o Denis e achar que eles são os culpados. É um exagero. Ninguém ganha ou perde sozinho.Não adianta o Ricardo treinar o time muito bem e, quando chega o fim de semana,ninguém joga como ele pediu. Quantas vezes o Denis salvou a gente nas partidas?Quando a fase é ruim, o erro toma proporção maior – disse.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA