Saudades do São Paulo com alma de vencedor

0
600

O São Paulo chegou ao seu quarto jogo consecutivo sem vitória ao empatar com Sport, em Recife, por 1 a 1. A sensação foi de que novamente não aproveitaram as boas chances criadas na primeira etapa e o pior, de que deixaram o pouco de qualidade e vontade no vestiário no intervalo.

Ricardo Gomes tenta buscar alternativas para acabar com a falta de produtividade ofensiva, mas a qualidade do elenco não ajuda muito. Sem Cueva, ele apostou em Michel Bastos e Carlinhos na frente. O camisa 7 mais uma vez mostrou que não tem condições de jogar no São Paulo. Falta qualidade física e principalmente disposição para ser importante no Tricolor.

É incrível como a qualidade técnica se reduz para zero na segunda etapa. A partir dos 30 minutos, o São Paulo não conseguiu sair do campo de defesa, errando passes de poucos metros de forma bisonha. Como um time pode mudar sua atitude em tão pouco tempo? Como o torcedor pode ter esperanças de que a Série B não vai os assombrar até o fim do Brasileirão?

Esses jogadores não conseguem captar a alma vencedora que a camisa Tricolor emana. Se abatem física e mentalmente muito fácil. O número de passes errados que formaram contra-ataques para o Sport foi inimaginável para um time do tamanho da equipe paulista. Em um desses, Buffarini salvou o empate ao parar Apodi no mano a mano.

Outro que merece aplausos é o goleiro Denis. O arqueiro já vem demonstrando muito mais segurança e foi essencial para quem o Tricolor não saísse com mais uma derrota no torneio. Ele abafou bem a bola que Apodi recebeu cara a cara.

Leco precisa entender que a torcida do São Paulo não está para brincadeira. Eles querem jogadores que sintam o peso de vestir a camisa de três cores da maior cidade do país. É preciso ter muita seriedade para montar o elenco para 2017, aproveitar quem pode ser aproveitado dessas duas últimas temporadas desastrosas e reformular geral.

A alma do São Paulo Futebol Clube precisa ser resgatada urgentemente. A torcida não aguenta mais tamanha falta de vontade e qualidade nos gramados do Morumbi e do restante do país.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA