Contratação de Buffarini causa desconfiança no Conselho Deliberativo do São Paulo

0
225

Lateral-direito viu seu valor aumentar em quase R$ 2 milhões em seis meses

Reserva no empate com o Flamengo, no domingo, o lateral-direito Buffarini virou pivô de uma polêmica no São Paulo. Tudo por causa dos R$ 5,8 milhões pagos na contratação do argentino, em julho. Opositores cobram que o presidente Leco explique na próxima reunião do Conselho Deliberativo por que o lateral custou R$ 1,9 milhão a mais do que o combinado em janeiro.

No começo do ano, o San Lorenzo já havia aceitado uma oferta de R$ 3,9 milhões do Tricolor para liberar o argentino de 27 anos. O negócio acabou desfeito na última hora, por opção do então diretor-executivo de futebol são-paulino, Gustavo Vieira de Oliveira.

Os conselheiros mais irritados garantem ter ouvido de uma pessoa próxima à transação que a decisão pela contratação de Buffarini em julho foi do presidente Leco. E o valor inflacionado em quase R$ 2 milhões também teria partido de uma ordem superior.

Procurada pelo Blog, a diretoria se defende alegando que o San Lorenzo só topou liberar Buffarini na metade do ano mediante aumento na oferta.

Titular absoluto do San Lorenzo nos últimos anos, Buffarini disputou nove partidas nos dois primeiros meses de Morumbi e não marcou gol. Ele tem se revezado com Bruno na condição de titular: antes de ficar no banco contra o Flamengo, havia atuado diante do Vitória e fora reserva contra o Juventude.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA