São Paulo tem a semana livre para resolver cinco problemas e bater o Fla

0
140
Ricardo Gomes tem semana livre para preparar o time para o jogo de sábado (Foto: Marcelo Hazan)

O São Paulo retorna aos treinos na manhã desta terça-feira tendo a semana livre parase preparar para o duelo do próximo sábado, contra o Flamengo, no Morumbi, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A quatro pontos da zona derebaixamento, o Tricolor tem mais tempo do que na semana anterior para corrigir os erros e voltara vencer na competição por pontos corridos depois de duas derrotas seguidas.

VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

Entre as derrotas para Vitória (2 a 0, no domingo passado) e Atlético-PR (1 a 0, no domingo anterior), o São Paulo foi eliminado da Copa do Brasil mesmo depois de vencer o Juventude por 1 a 0.

O técnico Ricardo Gomes tem muito trabalho pela frente. Afinal, o time não rendeofensivamente, voltou a mostrar falhas defensivamente e tem problemas decriação. Jogadores importantes não estão rendendo e, com isso, o time voltou aser questionado pela torcida.

E MAIS: Torcedor que se ajoelhou aos pés de Lugano celebra: “Melhor aniversário”

Abaixo, o GloboEsporte.com mostra tudo o que precisa ser arrumado para que o time tenhacondições de vencer o vice-líder do Brasileirão.

Transição falha dos volantes

Thiago Mendes São Paulo (Foto: Érico Leonan/www.saopaulofc.net)Thiago Mendes caiu muito de rendimento nas últimas partidas do São Paulo (Foto: Érico Leonan/www.saopaulofc.net)

Não importa o esquema utilizado por Ricardo Gomes. Os volantes do São Paulo poucoparticipam do jogo ofensivamente. Hudson é a peça que fica à frente doszagueiros, enquanto Thiago Mendes e Wesley têm mais liberdade para chegar noataque. Só que na prática isso não acontece. Não existe essa aproximação. Ficaum buraco no meio-campo, o que dificulta a criação das jogadas ofensivas.

Faltade criatividade no meio

Cueva treina no São Paulo (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)Cueva é a principal fonte de criatividade do meio-campo do São Paulo (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

O São Paulo hoje é excessivamente dependente do peruano Cueva, que vemsendo a principal peça ofensiva nos últimos jogos. Quando ele está bem,acontecem as poucas jogadas ofensivas. Quando ele está mal, não há ninguémcapaz de substituí-lo. Para aumentar a capacidade de criação, as opções são Daniel, pouco utilizado, e Jean Carlos, que finalmente se recuperou de um problema muscular epoderá estrear no sábado.

Atacantesem jejum de gols

Chávez São Paulo (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)Argentino Andres Chavez não marca gols pelo São Paulo há quatro partidas (Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

Há quatro jogos, atacantes não balançam as redes adversárias. Oúltimo que fez isso foi Chavez diante do Figueirense. Depois, o setor passou embranco contra Cruzeiro (Wesley fez o gol da vitória), Atlético-PR, Juventude (gol de Rodrigo Caio) eVitória. O próprio Chavez caiu muito de rendimento e pouco tem participado daspartidas. Machucado, Kelvin ainda é dúvida, enquanto Luiz Araújo ainda peca pelairregularidade. Gilberto chegou a ser utilizado nos últimos dois jogos, maspouco acrescentou.

Dupla de zaga indefinida

montagem_Lugano_Lyanco_SP (Foto: EDITORIA DE ARTE)Lugano e Lyanco disputam uma vaga na zaga do São Paulo para o jogo de domingo (Foto: EDITORIA DE ARTE)

Como Maicon segue em recuperação de um estiramento na coxa esquerda, Ricardo Gomesusará os treinos da semana para definir quem será o parceiro de Rodrigo Caiocontra o Flamengo. As opções são Lugano, que tem a experiência como principalvirtude, ou Lyanco, que é jovem. Na disputa, o garoto tem sido mais utilizadodo que o uruguaio, mas Gomes ainda vai analisar os vídeos do Flamengo antes dedecidir. O fato é que o setor voltou a mostrar irregularidade.

Pouca participação dos laterais

Buffarini São Paulo (Foto: Erico Leonan / site oficial do São Paulo FC)Buffarini venceu a disputa com Bruno e tem sido titular da lateral-direita (Foto: Erico Leonan / site oficial do São Paulo FC)

O São Paulo hoje conta com quatro laterais que se revezam nas partidas. Quandoprecisa de peças mais defensivas, Ricardo Gomes opta por Buffarini e Mena.Quando quer opções mais ofensivas, as alternativas são Bruno e Carlinhos. Mas, no geral, falta sincronizar o apoio dos laterais com a criação das jogadas ofensivas.Isso permitiria também uma participação maior dos volantes.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA