As lembranças das glórias do passado

0
632
Time do São Paulo Campeão Brasileiro, em 2008 (Foto: www.saopaulofc.net)

O São Paulo vive um momento muito complicado. Na última quinta-feira foi eliminado pelo Juventude na Copa do Brasil, em mais um dos grandes vexames que o clube vem tendo nos últimos anos. Mas não há muito tempo para lamentação, visto que temos outra final amanhã, contra a equipe do Vitória, adversário direto na luta contra o rebaixamento, no estádio do Barradão. Que fase, amigos!

O Tricolor tem ampla vantagem sobre o adversário. Em 37 confrontos, são 25 vitórias tricolores, sete vitórias do adversário e mais cinco empates. No estádio do Barradão, o duelo é equilibrado, com sete vitórias para cada lado. Emoção não deve faltar para o torcedor São Paulino.

O momento é conturbado, a crise parece não ter fim, mas as glórias do passado nunca serão apagadas, estarão pra sempre na história. Dentre os grandes jogos mais importantes do passado recente do São Paulo, está o confronto do Campeonato Brasileiro de 2008, contra o próprio Vitória. A equipe do Morumbi vinha de mais uma eliminação na Taça Libertadores para um time Brasileiro, dessa vez para o Fluminense, e tinha o Campeonato Brasileiro como oportunidade para salvar o ano com um título, ou ao menos conquistar uma vaga para o torneio internacional.

O jogo era muito difícil, pois a equipe do Vitória vinha bem na competição, estando inclusive à frente do São Paulo na competição. Ainda no primeiro tempo, Hugo abriu o placar para os visitantes, vantagem que se manteve até o intervalo. Na etapa final, Dagoberto aumentou a vantagem e Éder Luis, numa pintura, praticamente sacramentou o resultado. O time do Vitória ainda diminuiu com Dinei, mas não foi o suficiente para tirar os três pontos da equipe tricolor, que voltou da Bahia com um resultado importantíssimo, fundamental para a conquista do Hexacampeonato Brasileiro, o terceiro em sequencia do time de Muricy Ramalho.

A equipe que entrará em campo amanhã não tem jogadores valiosos como Rogério Ceni, Alex Silva, Jorge Wagner e Hernanes, que tinham muita qualidade técnica e se matavam em campo pela equipe. O atual time é displicente e acomodado, com muitos atletas que não merecem vestir o manto sagrado. A torcida está cansada de tantos vexames, e exige  o mínimo de respeito com a linda história do São Paulo Futebol Clube. Então amanhã é dia de suar sangue e conquistar essa essencial vitória, fundamental para a manutenção na primeira divisão nacional.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA