Tricolor admite possibilidade de interromper contratações em 2016

0
694

O São Paulo trabalha com a possibilidade de encerrar o ciclo de contratações para a temporada 2016, embora Edgardo Bauza cobre, de maneira recorrente, a chegada de jogadores. O Tricolor observa o mercado para reforçar, principalmente, o setor ofensivo do time comandado pelo Patón, mas esbarra na falta de opções de qualidade que se enquadrem na realidade financeira do clube do Morumbi.

Em conversa com jornalistas, o diretor-executivo do Tricolor, Gustavo Vieira de Oliveira, reconheceu que neste momento a possibilidade de o clube não contratar mais nenhum atleta é grande, lembrando que a data limite para inscrever atletas no Campeonato Brasileiro é 16 de setembro.

“Hoje, a maior possibilidade é não chegar ninguém. Nós estamos analisando o mercado, vendo as situações que mais se adequam à realidade do clube, mas está difícil contratar. Com o passar do tempo, as opções vão diminuindo”, explicou Oliveira, nesta sexta-feira, após apresentar o lateral direito argentino Julio Buffarini.

Com as saídas dos centroavantes Jonathan Calleri e Alan Kardec, além da grave lesão de Ytalo, o São Paulo fez consultas por Lucas Pratto, do Atlético-MG, e Lucas Barrios, do rival Palmeiras. A chance de contratar o primeiro é praticamente nula, já que o Galo recusara recentemente uma oferta de 7,5 milhões de euros (cerca de R$ 27 milhões) do futebol chinês. Já o segundo recebe da patrocinadora alviverde, a Crefisa, R$ 1 milhão por mês e, por isso, a negociação é improvável.

Para o setor de armação, que tinha em Paulo Henrique Ganso seu principal nome, a diretoria são-paulina sondou Renato Cajá, ex-Ponte Preta e que defende o Bahia. No entanto, a transferência tornou-se inviável porque o meia já vestiu a camisa de dois clubes na atual temporada.

Na janela de aquisições internacionais para o Brasil, o Tricolor conseguiu a permanência de Maicon junto ao Porto, trouxe os argentinos Andres Chavez e Julio Buffarini, o peruano Cueva, e repatriou o centroavante Gilberto e o zagueiro Douglas. Mas agora está próximo de perder por empréstimo Centurión para o Boca Juniors.

A pausa nas contratações, entretanto, não significa que o São Paulo não esteja trabalhando para melhorar a equipe. “O planejamento já é para o time de 2017”, garantiu o diretor-executivo do clube.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA