Próximas rodadas definirão para onde vai o São Paulo

0
786
 (Foto: Marcos Ribolli/GE)

Depois da horrorosa atuação contra o Grêmio, o São Paulo terá uma sequência que definirá qual será a briga durante o restante do Campeonato Brasileiro. Após dois jogos fora de casa contra adversários diretos, SCCP e Grêmio, o Tricolor recebe o Chapecoense e o Atlético-MG no Morumbi nas duas próximas rodadas. Na sequência, viaja para Recife para encarar o Santa Cruz, no Arruda, encerrando o 1º turno do brasileiro. Para iniciar o 2º turno, o São Paulo joga com o Botafogo no Morumbi.

Uma tabela com três e jogos em casa e um fora, teoricamente acessível para conquistar a vitória. É tudo o que o São Paulo precisaria para arrancar para uma boa segunda metade do campeonato. Retomar a supremacia usual como mandante é obrigação. Não pode deixar pontos escaparem em casa, como aconteceu em partidas contra o Inter, o Atlético-PR e o Sport e como aconteceu nas duas vezes que a Chapecoense foi ao Morumbi.

Como mandante, nunca vencemos os catarinenses. Domingo que vem, 31, o primeiro desafio dessa sequência. Ainda não sabemos como estará o São Paulo, se ainda teremos Edgardo Bauza no comando da equipe ou se reforços chegarão. Mas existem duas obrigações, uma para a torcida e outra para o time: marcar boa presença no Morumbi e conquistar a vitória. A diretoria fez a parte que cabe a ela e abaixou os valores dos ingressos para as duas próximas partidas. Como o jogo será às 11h, não tem por que a torcida não comparecer em bom número.

No outro encontro contra o Galo no ano, a vitória é mais difícil. O Atlético-MG tem um dos melhores times do Brasil e com certeza brigará pelo título nacional. É a partida para embalar o São Paulo. Uma vitória contra um adversário desses pode recarregar a energia para a continuação do ano.

Sabemos que não está fácil, que paz não é um sentimento que está constante no São Paulo ultimamente. Essas próximas semanas poderão mostrar para onde vai o ano tricolor. Se reforços chegarem, Patón continuar e o time embalar uma sequência de vitórias e boas atuações, é possível que tenhamos alguma esperança para que 2016 não vá para a lata do lixo.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA