Na mira da Lazio, Rodrigo Caio ouve elogios de Felipe Anderson

0
34

Convocados pelo técnico Rogério Micale, Rodrigo Caio e Felipe Anderson são companheiros na Seleção olímpica. Com o zagueiro são-paulino assediado pela Lazio, o ex-jogador do Santos garantiu que o compatriota seria bem recebido na equipe italiana.

“É um clube que gosto muito e que me acolheu muito bem. A cidade (Roma) é maravilhosa e os torcedores são fanáticos, você sente o futebol todos os dias. Se ele for, vai encontrar um clube estruturado e brigando na parte de cima da tabela. Seria bem-vindo”, disse Felipe Anderson na tarde deste sábado.

Formado nas categorias de base do São Paulo, Rodrigo Caio já flertou com Valencia e Atlético de Madrid, mas as transferências acabaram nãos e concretizando. Interessada no jogador da Seleção olímpica, a Lazio deve apresentar uma proposta até o final dos Jogos do Rio de Janeiro.

“Tenho amizade com o Felipe e, desde as primeiras convocações, dividimos o mesmo quarto. Sobre o futuro, não sabemos o que pode acontecer. Agora, meu pensamento é na Seleção, em fazer um bom papel e conquistar a medalha de ouro. Esse é o objetivo de todos”, afirmou Rodrigo Caio.

A Seleção Brasileira estreia nas Olimpíadas do Rio de Janeiro no próximo dia 4 de agosto, contra a África do Sul, em Brasília. Em seguida, o time nacional enfrenta Iraque e Dinamarca na primeira fase. Assediado pelo futebol europeu, Rodrigo Caio quer esperar o fim do torneio para definir seus próximos passos na carreira.

“Lutei muito para estar aqui e não tem como pensar em outra coisa além das Olimpíadas. Precisamos analisar tudo e pensar no futuro, mas vou fazer isso depois das Olimpíadas. Meu objetivo agora é ajudar o time a ganhar”, afirmou Rodrigo Caio.

Revelado no Santos, Felipe Anderson deixou o clube praiano jovem para atuar no exterior. Aos 23 anos de idade, já com certa experiência, ele alerta que os planos de eventualmente trocar de clube após os Jogos não podem atrapalhar nomes como Rodrigo Caio, Gabriel Jesus e Gabriel.

“O mais perigoso é pensar muito no futuro e esquecer o presente, ainda mais agora, que temos um torneio que pode ser uma chance única na vida. Mas todos os jogadores aqui são muito bem amparados e isso não vai atrapalhar”, disse. “Sempre tem um pouco de ansiedade, mas é preciso separar os momentos”, afirmou.

  • Sports & Recreation
  • Soccer
  • Felipe Anderson

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA