Fazendo omelete sem ovos

0
2325
Contratado no apagar das luzes, Buffarini pode ser a solução aguardada há uma década (TyC)

Fechada a janela de transferências internacionais para o futebol brasileiro, o São Paulo conclui com a chegada de cinco reforços que, embora ajudem a encorpar um elenco carente, não estão no rol dos nomes mais esperados nesse período.

Vários jogadores mais renomados foram especulados – Hernan Barcos foi o último deles, mas os valores que deveriam ser envolvidos eram completamente proibitivos. Na prática, o São Paulo sofre com a falta de juízo de clubes como Flamengo, Internacional e Atlético-MG, que não pensam duas vezes antes de oferecerem salários astronômicos e inflacionam totalmente o mercado. Desse modo, resta aos demais se virar com o que for possível.

Contratados no último dia de janela, Buffarini e Chávez se juntam a Douglas, também adquirido nesta semana, e Cueva, o primeiro reforço da janela e que já vem agradando a torcida. Outros nomes, porém, ainda poderão ser contratados de clubes brasileiros.

De todos esses nomes, quem mais me chama a atenção é Buffarini, lateral bastante elogiado por toda a América do Sul e que surge como a chance de o Tricolor, enfim, exorcizar a maldição da lateral que assombra o Morumbi há uma década. Tanto é que já era desejado desde janeiro. Chávez, honestamente, não vi jogar, mas as informações dão conta de que é um canhoto bom finalizador. Já Douglas chega para compor o elenco, podendo até herdar uma posição de titular caso Rodrigo Caio realmente siga para a Europa, mesma situação de Gilberto, que não fez um bom semestre na MLS, mas que pode cavar seu espaço após as saídas de Calleri e Kardec.

Ainda enxergo uma carência grande no meio de campo. Substituir Ganso é impossível, dada sua qualidade diferenciada. A própria função que ele exercia está em extinção, o que só dificulta a busca. Penso ser muito mais viável Bauza testar novas formas de jogo do que o clube garimpar alguém do tipo na Série B.

Outra questão a ser administrada é sobre o limite de jogadores estrangeiros. Apenas cinco podem ser relacionados em uma partida e o São Paulo já conta com seis, sendo que aqueles que não são titulares, são reservas que jogam com muita frequência. Quando Mena estiver servindo à seleção chilena, tudo OK, mas e quando todos eles estiverem à disposição? Muita discussão à vista.

Por fim, meu parecer é positivo em relação às contratações. Como disse no início deste texto, é difícil competir com clubes que agem de modo a inflacionar o mercado. A janela para transferências internas segue até setembro, mas só poderão ser contratados jogadores de divisões de acesso do Brasileirão ou aqueles com no máximo seis jogos pela Série A, o que indica que não devemos ter muitas novidades daqui para frente.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA