Com argentinos “raçudos”, briga por posições aumenta no São Paulo

0
84

Os pedidos do técnico Edgardo Bauza chegaram nesta semana ao São Paulo e, com eles, a concorrência. Andres Chaves veio para reforçar o ataque, setor mais carente do elenco após as saídas de Jonathan Calleri e Alan Kardec. Já Julio Buffarini é um desejo antigo do Patón e desembarca no Morumbi para brigar por posição no lado direito do Tricolor.

Contratado por empréstimo de um ano junto ao Boca Juniors, Chavez originalmente atua como ponta esquerda, mas também funciona como centroavante, conforme avisou em sua apresentação. Na linha de três do esquema 4-2-3-1 de Bauza, El Comandante teria a concorrência de Michel Bastos, titular absoluto da posição. Ao passo que mais à frente, o argentino de 1,84m disputaria um lugar com Gilberto, único centroavante de ofício da equipe no momento.

Gilberto, inclusive, deixou o treino coletivo da última quinta-feira mais cedo. O jogador torceu o tornozelo esquerdo na queda, após subir sozinho para buscar o cabeceio. Na mesma atividade, o lateral direito reserva Auro sofreu um pisão de Michel Bastos no pé direito e também se recolheu ao departamento médico.

“Todo mundo quer mostrar serviço desde o treinamento. Para que quando chegue no jogo, cada um dê ao máximo. Infelizmente eles se machucaram, mas tem sempre a parte boa também”, analisou Kelvin, antes de comentar a chegada da dupla argentina ao Morumbi.

“Joguei no Porto com alguns estrangeiros. Mas não eram só espanhóis, não eram de uma só nacionalidade, eram vários. Confesso que estou fazendo uma aula de espanhol por fora (risos), porque estão chegando vários. Os argentinos são raçudos, isso é bom, quem ganha é o São Paulo”, acrescentou

Kelvin é um dos que devem ter uma “sombra” com a contratação de Buffarini, confirmada oficialmente na última terça-feira. O lateral direito chega com a chancela de Bauza, com quem foi campeão da Copa Libertadores da América, pelo San Lorenzo, em 2014. O versátil argentino de 27 anos, segundo o Patón, atua pelo lado direito do campo, em qualquer setor.

Portanto, Buffarini concorrerá com Bruno, então titular absoluto, pela lateral direita, e com Kelvin e Luiz Araújo na linha de três, atrás do centroavante. O ex-San Lorenzo, que será apresentado ao novo clube nesta sexta-feira, ainda pode ser utilizado como um volante que sai mais para o jogo, nos moldes de Hudson.

“Confesso que não acompanhei muito o futebol dele, não sei se ele joga muito na frente, o jogo que acompanhei ele estava na lateral direita. Mas quem sabe é o treinador, eu sempre tive concorrência aqui. Tenho de estar focado”, conscientizou-se Kelvin.

Nono colocado do Campeonato Brasileiro, com 22 pontos, o Tricolor volta a campo no próximo domingo, às 11 horas (de Brasília), para enfrentar a Chapecoense, no Morumbi, em duelo válido pela 17ª rodada do torneio nacional.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA