Chega a semana que parecia que não iria chegar

0
636
Torcida e time. Somos um só para quarta-feira (Foto: Fernando Nunes/saopaulofc.net)

Parece que já se passaram anos desde aquela épica noite em Belo Horizonte. A euforia tomou conta de toda nação são-paulina, mesmo sabendo que o que ocorreu no “Horto” contra os mineiros era só mais um passo adiante em busca do sonho maior. Esse intervalo de tempo entre aquele confronto e o próximo foi desumano para qualquer torcedor. Mas a hora está chegando. Estamos a dois dias da primeira partida contra o Atlético Nacional, confronto que definirá um dos finalistas da Copa Libertadores, obsessão maior de todos os clubes da América do Sul.

Será muito difícil. Sempre foi. Sempre duvidaram do que o São Paulo poderia fazer. Disseram que era impossível conquistar a vaga no Brasileiro de 2015, aquele desastroso ano. Conseguimos. Perdemos na primeira rodada do grupo para um time boliviano, em casa. Todos nos davam como mortos. A história seguiu, nos classificamos heroicamente para o mata-mata, onde sempre nos colocaram como coadjuvantes. Esqueceram o peso que a camisa carrega. Mexicanos aniquilados e festa indescritível na casa dos rivais mineiros. Quem nos queria ver morto, começava a se dar conta de que estavam tratando de São Paulo Futebol Clube. Agora resta secar. Estão precisando se esforçar mais um pouco.

Estamos enfraquecidos? Tecnicamente sim. Perdemos para o confronto duas peças fundamentais durante a campanha: Ganso e Kelvin. Além disso, não vivemos uma boa fase no Brasileiro.

Mas quem disse que só a técnica traz a Libertadores? Grandes campeões do torneio o conquistaram por causa do coração, da garra. Isso não faltou para o São Paulo na Copa. E não faltará. Desde a descida do ônibus na Giovanni Gronchi, passando pelo inferno da Praça Roberto Gomes Pedrosa, pela preleção até a subida ao gramado. O clima estará ao nosso lado. Torcida e equipe juntos para dar o primeiro passo rumo à decisão. Assim já provamos que somos fortes demais e adversários indesejados.

Parecia impossível. Na verdade, ainda parece ser. Mas estamos tão perto de um sonho que achávamos que estava tão distante. Continuemos surpreendendo quem nunca acreditou e quem até ousou debochar. Perdoemos a ignorância. Vestiremos nosso vermelho, branco e preto como sempre e vamos juntos em busca da quarta taça. Nós somos o São Paulo, representados por quem estará lá no gramado do sacrossanto Morumbi. Já provamos que podemos seguir em frente. Vamos com tudo, São Paulo!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA