Chávez revela conversa com Calleri e explica apelido de El Comandante

0
137

Andrés Chávez ainda não foi apresentado oficialmente pelo São Paulo, mas, já está confirmado como reforço para o restante da temporada e inclusive fez seu primeiro treino na tarde desta terça-feira, no CCT da Barra Funda, quando aproveitou para conhecer seus novos colegas. Em entrevista ao canal oficial do clube no Facebook, o atacante argentino de 25 anos revelou uma conversa com Jonatahn Calleri, a quem chama de Jhony, seu ex-companheiro no Boca Juniors.

“Sim, teve uma oportunidade em que falei com Jhony (Calleri), que esteve por aqui e foi muito bem. E, antes de fechar, ele me disse para eu aproveitar, disse que era um clube muito lindo, para eu me doar em campo, que isso era o mais importante, e disse para eu fazer os gols, como ele”, contou Chávez.

Conhecido como ‘El Comandante’ na Argentina, o novo reforço tricolor aproveitou para explicar a origem do apelido, que surgiu assim que o avante se transferiu do Banfield para a equipe de La Bombonera, no início de 2015.

“Isso começou quando cheguei ao Boca. Começaram a procurar uma forma de me chamar. Tinham vários nomes, mas, em uma partida eu fiz um gol e comemorei assim (gesto de continência) e dai para frente o nome ficou. E pode ter certeza que agora farei o mesmo gesto aqui quando marcar um gol”, avisou.

Reserva no Boca Juniors nesta temporada, Andrés Chávez não atendeu às expectativas ao anotar apenas 17 gols em 62 gols em cerca de um ano e meio vestindo as cores azul e amarelo. Mesmo assim, o jogador chega motivado para sua primeira experiência fora de seu país de origem.

“Estou muito feliz de estar chegando a um grande clube do Brasil. Estou com muita expectativa”, disse. “A verdade é que tudo aconteceu muito rápido. Eu estava jogando no Boca Junior, foi um passo importante sair para fora (da Argentina) e chegar a um clube tão importante do Brasil. É lindo. Uma linda oportunidade e eu quero aproveitar”, completou, antes de falar do clima que encontrou no São Paulo.

“Fui recebido da melhor maneira. Os jogadores uruguaio e chileno foram os que me receberam melhor, além dos brasileiros, do corpo técnico, o que me dá uma tranquilidade muito grande”, comentou.

Com discurso tranquilo e ainda um pouco tímido, a nova aposta de Edgardo Bauza para acabar com a falta de gols do time do Morumbi garantiu que tem como objetivo “marcar seu nome no clube e conquistar títulos” e, por fim, após cinco minutos respondendo perguntas dos internautas, Chávez concluiu mandando um recado direto aos torcedores.

“Obrigado por me receberem tão bem nas redes sociais. Saudações e espero servi-los com gols. ‘Vamos, Tricolor’”.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA