Bauza e Leco tentam afastar do São Paulo fantasma da seleção argentina

0
113

A indefinição da Comissão Normalizadora da AFA (Associação do Futebol Argentino) sobre quem será o próximo técnico da seleção tem atormentado o dia a dia do São Paulo. Apesar da preferência por Jorge Sampaoli, Edgardo Bauza segue como uma das possibilidades. O comandante tricolor já avisou a diretoria são-paulina sobre seu interesse em assumir o posto, mas tem se irritado com as questões sobre sua situação.

“Isso não tem nada a que ver comigo. Estou trabalhando no São Paulo, trabalhando bem e meu único pensamento é o São Paulo”, reforçou o treinador, que teve o nome citado por Diego Maradona na Argentina. “Primeiro, agradeço a Diego (Maradona) pelas palavras, mas, não vou responder nenhuma pergunta sobre a seleção argentina”, completou Bauza.

O presidente Leco também se mostrou incomodado com as intermináveis perguntas sobre o caso de seu treinador. O mandatário admitiu que o temor por perder Patón já foi maior e agora só quer que o técnico tenha tranquilidade para seguir com seu trabalho no São Paulo.

“Não é um problema meu a convocação da Argentina, mas sei que definirão antes disso. Ele está absolutamente à vontade e inteiramente no São Paulo. Não encaramos uma saída como algo provável. Contamos com ele aqui. Ora é favorito, ora não é… Não podemos viver na incerteza, por isso a situação é consolidada: ele está no São Paulo. Não tenho plano B. Só terei se precisar”, encerrou Leco.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA