Após “pior partida”, Bauza volta a pedir reforços para o Tricolor

0
45
Com poucas opções no ataque, Bauza "dois ou três" reforços para o setor (Foto: Rubens Chiri/SPFC)
Com poucas opções no ataque, Bauza “dois ou três” reforços para o setor (Foto: Rubens Chiri/SPFC)

O técnico Edgardo Bauza não ficou nada satisfeito com a atuação do São Paulo na derrota por 1 a 0 para o Grêmio, na tarde deste domingo, em Porto Alegre. Em entrevista coletiva, o Patón classificou essa como “a pior partida” realizada por seus comandados no Campeonato Brasileiro. Cotado para ser o sucessor de Gerardo Martino na seleção argentina, o treinador de 58 anos reiterou a necessidade de o Tricolor paulista se reforçar para o restante da temporada.

“Jogamos a pior partida do campeonato. E quando joga mal, perde. O Grêmio foi melhor, nos defendemos muito bem até o gol. Fizemos muito pouco ofensivamente, a equipe teve dificuldade para trabalhar a bola. Os jogadores por baixo não conseguiram. Jogaram mal e quando se joga mal, fica difícil ganhar”, avaliou Bauza, antes de ressaltar a falta de criatividade do setor ofensivo e elogiar o defensivo.

“Não tivemos a claridade nem o desequilíbrio individual que costumamos ter. Tanto Cueva, quanto Centurión, Michel Bastos. Não conseguimos incomodar o Grêmio. Defensivamente a equipe trabalhou muito bem. Muito difícil segurar uma equipe desse modo”, analisou.

“O goleiro pegou duas bolas difíceis. Os defensores também foram bem. O Grêmio não teve muita facilidade. Defensivamente a equipe não jogou mal”, acrescentou.

Edgardo Bauza também aproveitou a entrevista para anunciar que a diretoria do clube do Morumbi está trabalhando na contratação de jogadores de ataque com o intuito de suprir as saídas de Jonathan Calleri, Alan Kardec e Paulo Henrique Ganso, considerados pilares do time são-paulino.

“Foram embora jogadores da parte ofensiva, como Calleri, Kardec e Ganso. Estamos falando com a diretoria para somar mais dois ou três jogadores de ataque para suprir essas ausências”, revelou o técnico de 58 anos, que até o momento só recebeu Gilberto como reforço para o ataque.

Questionado se o fato de os maiores rivais do São Paulo, como Palmeiras e Corinthians, estarem na ponta da tabela leva uma pressão maior ao Morumbi, o Patón voltou a citar a quantidade de jogos que o Tricolou já disputou na atual temporada.

“Nós fizemos a partida de número 44 (no ano) e quase a metade das partidas do Brasileirão jogamos com uma equipe alternativa, quase reserva. Isso trouxe problemas. Por isso estamos tratando que chegue dois ou três jogadores para poder melhorar ao máximo o plantel que temos, para disputar, não só contra Corinthians, Palmeiras, mas contra todos. São Paulo tem a obrigação de ganhar as partidas”, concluiu.

Edgardo Bauza, agora, terá uma semana inteira para preparar o São Paulo para o confronto com a Chapecoense, no próximo domingo, no Morumbi, pela 16ª rodada do Brasileirão. No entanto, a presença do Patón à beira do campo ainda é incerta, já que o técnico pode ser convidado nos próximos dias para assumir a seleção de seu país.


São Paulo

Recomendado para você


  • LEÃO SOBERANO

    Esse bbbuuurrrooo só sabe pedir reforço, Enquanto isso o nosso melhor jogador, o Luiz Araújo, não joga por ser juvenil, e somos obrigados a ver o grosso do Centurion jogando….

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA