Vitória suada mostra importância de Ganso e Michel ao São Paulo

0
789

Saudações Tricolores,

Bastaram dez minutos de bom futebol para que o São Paulo conseguisse bater o Vitória por 2 a 0, na fria noite desta quarta-feira (15), no Estádio do Morumbi. Não por coincidência, o resultado positivo só veio após a entrada de Ganso e Michel Bastos na partida, jogadores que participaram ativamente das jogadas de gol.

O resultado positivo reabilitou o Tricolor no Brasileirão, deixando os comandados de Edgardo Bauza com 13 pontos, próximo dos quatro melhores times da competição. Mesmo com a cabeça totalmente voltada para a Libertadores, é importante se manter na parte de cima da tabela para caso as coisas deem errado no torneio continental, consigamos brigar pelo título.

Apesar dos três pontos, está muito claro que a diretoria precisa trabalhar e muito para qualificar a equipe reserva, principalmente no que diz respeito ao meio de campo. Com Ganso e Michel no banco e Ytalo e Auro como titulares, a time não conseguiu criar nada no primeiro tempo. Não havia uma transição com qualidade com Calleri e os baianos souberam anular bem as pontas.

Mais uma vez sofremos com a falta de qualidade tática de Centurión, além das passagens pouco efetivas dos laterais. Resumindo o primeiro tempo: uma tragédia.

Algo que digo desde que Ganso chegou ao Morumbi é que o São Paulo é ruim com ele, mas é pior sem. Só com a sua presença, o camisa 10 já abre espaços na defesa adversária e se aproveita disso para distribuir o jogo com mais qualidade.  Na primeira boa jogada entre ele e Calleri, o maestro deixou Ytalo na cara do gol, que só não marcou por conta do milagre do goleiro do Vitória.

Michel também entrou em campo e deu mais liberdade para Matheus Reis avançar no corredor. E foi numa dessas investidas que o lateral mandou um cruzamento primoroso para a área. Ganso chamou a marcação na primeira trave e deixou Calleri na boa para mandar a bola para o fundo da rede e homenagear o seu amigo na comemoração.

Com a vantagem em mãos, o Tricolor não demorou para marcar o seu segundo, dessa vez após cruzamento de escanteio feito por Ganso e que Lugano antecipou a marcação para desviar e garantir a vitória, os três pontos e também a mística do Morumbi. Nossa casa precisa ser um diferencial assim como é na Libertadores. Que venha o Flamengo!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA