Em sua primeira entrevista, Edgardo Bauza fala sobre reforços estrangeiros, adaptação, Osório e Centurión

0
95

A rádio La Desportiva conversou com o treinador logo após o acerto com o São Paulo. O novo treinador do tricolor falou sobre possíveis reforços, como pensa em montar a equipe, falou sobre a adaptação, deu destaque para Centurión e disse até que pretende conversar com Osório.

Leia a entrevista na íntegra:

La Desportiva: Tiraram você de suas férias, Edgardo?

Bauza: Sim, Sim. Tive de interromper minhas férias e terei problemas com minha esposa por isso… Conversei muito estes dias com o Diretor do São Paulo, chegamos a um acordo, firmamos um pré contrato e no dia 23/12 irei assinar o contrato em São Paulo.

LD: São Paulo é uma equipe grande, grande campeão no continente e vinha sendo dirigido por outro técnico estrangeiro: Juan Carlos Osorio. Que sabe de ter enfrentado ou assistido nos últimos tempos?

Bauza: É uma equipe que não tem muita regularidade. Classificou em 4o lugar no Brasileirão e se classificou para a Pré Libertadores. Vamos ver com quem vamos jogar essa partida que pode ser com Racing, Huracán etc.

LD: Do que conhece o São Paulo e já viu o que pensa?

Bauza: Tem figuras muito importantes mas algumas se vão como o histórico Ceni, Luis Fabiano, Pato mas também tem Ganso. É uma equipe que defensivamente tem muitos problemas e terei muito trabalho porque o São Paulo não quer outra coisa senão ganhar campeonatos.

LD: No Brasil, o calendário é diferente de qualquer outro país na América do Sul. Joga-se Paulista, Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão e não se para nem na Copa América.

Bauza: Este ano a equipe jogou 68 partidas. A prioridade é a Libertadores e o Brasileirão e depois os torneios locais como a Copa do Brasil que nunca ganhou. Pelo que vejo é uma equipe de plantel grande, um time muito bom para se poder trabalhar e melhorar. Assistirei jogos, partidas para ter um diagnóstico. Poderei contratar 3 ou 4 jogadores.

LD: Quem te acompanha? Maxi como analista de vídeos, Militano, seu assistente de campo e o preparador físico?

Bauza: Sim. É incrível que o São Paulo é tão grande que tem staff de preparação física, treinador de goleiros e tudo mais.

LD: E que estrangeiros tem hoje o São Paulo?

Bauza: Um ponta colombiano e Centurión que todos os argentinos conhecem. Ele vinha jogando mais e depois perdeu sua condição por motivos que não conheço mas é um atleta que eu particularmente gosto.

LD: Ele poderia sair do São Paulo?

Bauza: Não, não…pelo que me disseram não querem deixar ele sair e pelo que pediriam pelo jogador, não seria possível retornar à Argentina.

LD: E mais jogadores estrangeiros poderiam chegar?

Bauza: Eles possuem um departamento de avaliação de jogadores e estão perto de trazer dois ou três nomes mas estão aguardando para que eu dê consentimento. Acredito que sejam 2 ou 3 brasileiros e uns 2 estrangeiros.

LD: E pelo que sabe, que posições teria que reforçar no São Paulo?

Bauza: Em todos os setores! Um ou dois na parte defensiva, um no meio de campo e um centroavante já que Luis Fabiano não estará mais.

LD: E com a aposentadoria de Ceni, teria que contratar um goleiro?

Bauza: Não. Aparentemente pelo momento atual, não. Há um reserva que jogou pouco nos últimos anos por ser banco de Ceni mas há também um outro de bom nível então acho que por agora não é necessário.

LD: E o Diretor te levou muitos vídeos?

Bauza: Não. Maxi já me mandou as últimas 5 partidas resumidas e está se encarregando de outras coisas que lhe pedi. Não me preocupa conhecer porque temos recursos tecnológicos para isso mas sim fazer um diagnóstico para solucionar os problemas.

LD: E estará lá no dia 23?

Bauza: Sim. Como falei por telefone com o presidente, faremos uma apresentação, uma assinatura do contrato formal, conhecerei as instalações e entre 03 e 08 de Janeiro estarão trabalhando exames e parte física e sentarei para planejar a pré temporada.

LD: E voltará à Quito?

Bauza: Não. Voltarei à Argentina onde passarei o ano e depois regressarei a São Paulo.

LD: E você se apresenta quando?

Bauza: Entre 03 e 06 de Janeiro. O Paulista começará dia 30/01 e imediatamente após, teremos a partida da Libertadores no dia 04/02. Uma margem de mais ou menos 20 dias para efetuar a pré temporada e mesmo não sendo muito para conhecer e acomodar a equipe, faremos e trabalharemos da melhor forma.

LD: E o Portunhol? Fala Português?

Bauza: Não, não falo. Mas farei aulas para intensificar o processo.

LD: E o processo de transição?

Bauza: Já estou com o telefone de Osorio e ligarei para ele para saber o que pensa da equipe, seus pensamentos e a opinião dele me servirá como ferramenta de trabalho. Como foi com Pizzi quando assumi com o San Lorenzo. São ferramentas que ajudam no caminho.

LD: Patón, muita sorte nesta nova aventura!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA