Orlando oferece R$ 5 milhões e quitação de dívida ao SP por Ganso

0
64
Site Oficial

O Orlando City fez uma proposta de R$ 19 milhões ao São Paulo pela compra de 32% dos direitos econômicos do meia Paulo Henrique Ganso, pertencentes ao clube paulista. A oferta é composta por R$ 5 milhões em dinheiro e o perdão de uma dívida avaliada em R$ 13,9 milhões pelo Orlando, referentes a obrigações contratuais não cumpridas no empréstimo de Kaká, em 2014 – o Orlando acionou o São Paulo na Justiça e cobra o valor por descumprimento de prazos.

“Depois de quinta-feira, só em juízo. A proposta de acordo que envolve o Ganso é até quinta-feira”, disse Paulo Luciano Andrade Minto, advogado que representa o Orlando City, ao UOL Esporte.

O São Paulo tem uma dívida com o Orlando City, dos Estados Unidos, clube que tirou Kaká do Milan, da Itália, em 2014 e emprestou ao São Paulo por seis meses. No acordo do empréstimo, o São Paulo teria de pagar seis parcelas de R$ 400 mil, a renda dos dois primeiros jogos com Kaká no Morumbi e a renda de um amistoso entre os dois clubes a ser realizado. Segundo o clube norte-americano, nenhuma parcela foi paga dentro do prazo, a renda de apenas um jogo foi repassada e o amistoso não aconteceu. Agora o Orlando cobra do São Paulo e tenta fazer com que Ganso entre como pagamento, uma vez que o clube não pode arcar com as despesas neste momento.

Ganso gosta da ideia. O meia considera a proposta interessante e pondera a possibilidade de se transferir. Não vê problema em jogar no futebol dos Estados Unidos aos 25 anos e sabe que, se for vendido, terá a seu lado Kaká, com quem teve os melhores seis meses desde que foi contratado pelo São Paulo. O Orlando City já conversou com o jogador e seu estafe sobre o contrato que teria caso a negociação avance.

O departamento de comunicação do São Paulo informou ao UOL Esporte que o clube entende que a ação do Orlando City não tem a menor chance de prosperar. O São Paulo também afirma que em fevereiro chegou a um acordo em relação a parte da dívida em documento apresentado ao clube norte-americano e assinado por Alexandre Leitão, CEO do Orlando City, que concordou com o pagamento de R$ 1,7 milhão.

Apesar de considerar o meia peça fundamental do time, o São Paulo vê os problemas financeiros deixarem o clube em situação delicada. Neste momento, nenhum jogador é inegociável e qualquer proposta que chegar à diretoria será discutida. O valor definido pela cúpula são-paulina como meta para vender Ganso é R$ 15 milhões pelos 32% dos direitos econômicos que detém. O São Paulo recebeu uma oferta do Flamengo por Ganso há menos de dois meses. Em reunião realizada no estádio do Morumbi, em São Paulo, o clube carioca ofertou R$ 10 milhões pelos 32% dos direitos econômicos – a DIS, do Grupo Sonda, detém 68%. Antes disso, o Santos ainda tentou um empréstimo do meia de volta à Vila Belmiro, sem sucesso.


Redator: Farlei Xavier                                                              Fonte: Uol Esportes

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA