Na Europa, agente de Pato procura propostas; Corinthians fica na torcida

0
65
Empréstimo de Pato ao São Paulo expira em dezembro (Foto: Rubens Chiri / Site oficial SPFC)

Enquanto procura um atacante para reforçar o elenco neste segundo semestre, o Corinthians tenta se livrar de outro. E tem pressa. Com a janela de transferências para o futebol europeu aberta, a diretoria do Timão conta com a ajuda do empresário Gilmar Veloz para vender Alexandre Pato o mais rápido possível. O clube espera pelas propostas, mas, por enquanto, só recebeu sondagens pelo jogador.
Veloz está na Europa em busca de interessados em Pato e tem o aval do Corinthians para conversar sobre valores. Hoje, a multa rescisória é de € 10 milhões (R$ 34,6 milhões), mas a cúpula do futebol alvinegro está disposta a conversar. Uma proposta menor a isso seria analisada com carinho pelos dirigentes.
Pato e seu agente, aliás, vivem uma relação um tanto quanto turbulenta nas últimas semanas. Empresário de Tite e próximo da diretoria, Gilmar Veloz era contra o jogador procurar a Justiça para se desvincular do clube por conta de atrasos nos pagamentos dos direitos de imagem. O atacante tomou a decisão por conta própria e irritou o empresário. No fim, retirou a ação e recebeu R$ 4 milhões.
Com os cofres vazios, o Corinthians entende que esse é o momento ideal para vender Alexandre Pato. Depois de um período apagado, o atacante emplacou uma boa sequência de atuações pelo São Paulo no Campeonato Brasileiro e voltou a chamar a atenção. Além disso, não sofreu lesões graves, como aconteceu no passado. Até agora, ele disputou 33 partidas nesta temporada e marcou 16 gols.
– Queremos vender. Estamos trabalhando para isso. Enquanto a janela não fechar (31 de agosto), todas as possibilidades existem – afirmou o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade.
Um obstáculo para negociar Alexandre Pato pode ser o São Paulo. De acordo com o contrato de empréstimo, o rival precisa dar o aval para o negócio ser concretizado abaixo do valor da multa. Além disso, o clube do Morumbi tem a preferência para, pelo menos, igualar qualquer oferta e ficar com os direitos do atacante. Recentemente, Carlos Miguel Aidar, presidente do Tricolor, declarou que planeja adquirir os direitos do atacante.
O Timão tenta a todo custo evitar que Pato precise ser reintegrado ao elenco no início de 2016 – também pode vendê-lo na janela do fim do ano. O jogador nunca teve um bom relacionamento com o elenco alvinegro e caiu em desgraça ao perder o pênalti que eliminou o Corinthians da Copa do Brasil de 2013, contra o Grêmio, em Porto Alegre.

Os dirigentes nem sequer cogitam a possibilidade de Pato de vestir a camisa alvinegra novamente e acreditam que a vontade dele seja não pisar outra vez no CT Joaquim Grava. Caso não seja vendido, o Timão planeja emprestá-lo novamente ou tentar um acordo para que o contrato seja rompido.
Comprado do Milan no fim de início de 2013 por € 15 milhões (R$ 40 milhões na época), Alexandre Pato nunca foi o jogador que o Corinthians esperou e viu seu valor de mercado despencar desde então. A esperança de lucrar com a recuperação do jogador acabou. Hoje, o clube pensa apenas em diminuir o prejuízo.


Redator: Farlei Xavier                                                          Fonte: GloboEsporte.com

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA