Tabelinha Soberana!

0
64

A força do Morumbi

O Tricolor mantém a invencibilidade em casa no campeonato paulista. São  quatro vitórias e um empate
(ontem) em cinco jogos no Morumbi. Na História, a maior invencibilidade do clube durou 47 partidas.
Foi entre os anos de 1974 e 1975. Na oportunidade, o técnico Muricy Ramalho era jogador do clube. Porém, no paulista desse ano perdemos todos os jogos como visitante, o que deixa o torcedor tricolor preocupado. Precisamos melhorar os jogos fora e manter essa sequência de vitórias no Morumbi, que modéstia parte, os adversários tremem diante do SPFC.

Racismo em campo 
Na última quarta feira vimos uma cena lamentável mais uma vez no futebol. No jogo entre Real Garcilaso e
Cruzeiro no Perú, o jogador Tinga foi vítima de racismo  pela torcida peruana, quando a torcida fazia sons de macaco assim que o jogador brasileiro tocava na bola. Após o jogo, o jogador chateado disse: – Eu queria não ganhar todos os títulos da minha carreira e ganhar o título contra o preconceito, contra esses atos racistas. Trocaria por um mundo com igualdade entre todas as raças e  classes. No tricolor tivemos um caso assim em 2005 quando o jogador Desábato (Quilmes) ofendeu com racismo Grafite durante o jogo no Morumbi pela libertadores. O jogador argentino na época teve mandato de prisão em campo e ficou dois anos preso. É o fim dos tempos mesmo, e o pior é que até hoje nenhuma entidade tem coragem de punir severamente o clube que participa desse crime horrível. Para mim, somos todos irmãos.

Possível sombra de Ganso

Desde quinta feira São Paulo e Fluminense tentam realizar uma troca entre jogadores, agora envolvendo
Osvaldo (atacante) e Wagner (meia). Atrás de uma “sombra” para Ganso, o tricolor tenta mais uma troca com outro clube, isso porque falta investimento para contratar, para um bom entendedor Juvenal não deixa o SPFC tirar o escorpião do bolso. Atualmente temos como reserva do maestro Cañete e Bochilla, ambos meias, porém nenhum dos dois vem agradando o Muricy, porque se o Ganso machucar quem entra como um meia armador? Realmente não seria uma troca ruim, isso porque Wagner além de mais experiente é um armador mediano para bom. Mas que serviria como um bom banco para Ganso. Na próxima semana provavelmente saberemos o desfecho da troca, tudo caminha para um “sim”. Vamos jogar Ganso!


O Pupilo do Mestre

Ontem foi uma grande data para Muricy Ramalho e o SPFC, isso porque o técnico bateu o recorde de Telê
Santana como recordista de jogos no comando do Tricolor dentro do Morumbi. Muricy completou 177 partidas no banco de reservas de seu time do coração e digo mais, sempre se emociona ao ver o Morumbi lotado gritando seu nome. O treinador está em sua terceira passagem pela equipe. Antes, já trabalhou nos anos 90, quando era auxiliar e herdou o cargo de Telê, que ficou doente e abandonou a carreira no início de 1996. Antes, no comando do Expressinho, apelido do time reserva, chegou a comandar várias partidas que valem nessa contagem, enquanto seu mestre dava atenção aos titulares. A segunda vez de Muricy no São Paulo durou três anos e meio, de 2006 a 2009. No período, o clube comemorou a conquista de três Campeonatos Brasileiros. Por fim, ele retornou no ano passado, quando o Tricolor estava ameaçado de rebaixamento na competição e por amor ao SPFC e competência levantou o time em um momento que ninguém mais acreditava. Tenho certeza torcedor, que este ano vamos ganhar títulos novamente, e sabe como tenho essa certeza? As resposta é: AQUI É TRABALHO MEU FILHO!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA