Separados há um ano, São Paulo e Lucas tentam voltar ao rumo em 2014

0
46

Tricolor sofre para encontrar esquema tático após saída do meia-atacante; na França, jogador não se firma como titular e perde vaga cativa que tinha na Seleção.

Lucas perdeu espaço na Seleção depois de sair do São Paulo (Foto: Getty Images)

Um ano sem Lucas. Um ano sem título. Na última quinta-feira, o São Paulo completou doze meses da conturbada conquista da Copa Sul-Americana, contra o Tigre, da Argentina. Foi a despedida do meia-atacante, negociado com o Paris Saint-Germain por R$ 108 milhões.

Separados, São Paulo e Lucas não se acertaram em 2013. O então técnico Ney Franco penou para encontrar um esquema tático sem seu principal jogador – e não conseguiu. Paulo Autuori, seu sucessor, teve aproveitamento ainda pior e foi demitido com o time na zona do rebaixamento. Muricy Ramalho assumiu e, focando na defesa, conseguiu afastar o fantasma da degola. Muito pouco para um clube que se acostumou a disputar títulos.

Lucas, por sua vez, também não teve uma boa temporada. Ele demorou nove meses até conseguir marcar seu primeiro gol pelo PSG. E perdeu espaço na seleção brasileira. Antes xodó da torcida, viu Hulk se firmar como titular na Copa das Confederações. E depois deixou de ser convocado, dando lugar a nomes como Willian (Chelsea) e Robinho (Milan).

Por conta disso, o São Paulo chegou a sondar a possibilidade de pedir o empréstimo de Lucas por uma temporada – para que o jogador recuperasse o espaço na Seleção e o time voltasse a ser uma potência. Mas o presidente Juvenal Juvêncio já disse que isso “é apenas um sonho”.


Para onde foi o dinheiro?

Lucas foi negociado por R$ 108 milhões. Desse valor, R$ 81 milhões ficaram com o clube, e o restante com o jogador e seus representantes. A diretoria usou R$ 60 milhões para quitar empréstimos bancários. Eram três feitos com seu antigo patrocinador, o banco BMG. O restante ficou no caixa do clube e foi usado em algumas contratações deste ano – nenhuma bombástica.

A diretoria diz que a situação financeira do clube é confortável, mas descarta fazer “loucuras” em contratações. O vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, procura algo “bom e barato”.
Problemas táticos

Com Lucas, o São Paulo jogava num 4-2-3-1. Jadson centralizado, Osvaldo na ponta esquerda e Luis Fabiano como referência na área viviam grande fase. E Ganso era banco. Sem Lucas, tudo mudou. Os dois primeiros até conseguiram boas atuações no primeiro semestre – e foram convocados para a Seleção de Felipão. Mas como o Tricolor já não mostrava solidez, afundaram juntos na crise. E puxaram o Fabuloso. Ganso, por sua vez, emergiu. Hoje, é titular absoluto. E Jadson, Osvaldo e Luis Fabiano, ironicamente, tornaram-se reservas. E não descartam uma transferência nesta janela de mercado.

Ney Franco perdeu o emprego após as eliminações no Paulistão e na Libertadores. A principal crítica a ele foi ter demorado a entender que não tinha mais seu craque. Sem um esquema tático definido, o São Paulo se tornou alvo fácil para os adversários. O time foi humilhado pelo Atlético-MG nas oitavas de final do torneio continental.

Paulo Autuori foi chamado para tentar mudar alguma coisa. Também não conseguiu. A diretoria, então, recorreu ao “bombeiro” Muricy Ramalho, que salvou a equipe do rebaixamento à segunda divisão e chegou à semifinal da Copa Sul-Americana, sendo eliminado pela rebaixada Ponte Preta.

Apesar da reação na reta final do Campeonato Brasileiro, o balanço do primeiro ano sem Lucas, principal referência em 2012, é péssimo. Eliminado no Paulistão, na Libertadores, vice da Recopa Sul-Americana, ameaçado pelo rebaixamento no Brasileirão… A temporada 2013 quer ser esquecido pelo São Paulo.
E por Lucas também. Contratado por cifras milionárias pelo time francês, ele não conseguiu engrenar na Europa. Alternando altos e baixos, ele caiu de produção também na seleção brasileira e ficou fora das últimas convocações do técnico Luiz Felipe Scolari. Sua vaga na Copa do Mundo, portanto, está ameaçada.

FONTE: GLOBOESPORTE.COM

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA