São Paulo confirma apoio jurídico à Portuguesa no caso Héverton: ‘O campo precisa prevalecer’

0
55

O São Paulo disponibilizou um dos membros do seu setor jurídico para ajudar a Portuguesa no caso Héverton. A informação foi confirmada pelo vice-presidente de futebol do clube paulista, João Paulo de Jesus Lopes, em entrevista exclusiva à Rádio ESPN.

“É verdade, não foi um respaldo oficial. Nos poderíamos dar algum apoio e disponibilizamos o dr. Carlos Ambiel, que é um cientista das leis esportivas, para que pudesse trocar ideias com os companheiros. O campo precisa prevalecer neste caso”, afirmou o dirigente.

Jesus Lopes disse que não vê outra saída a não ser a absolvição da Portuguesa no julgamento. Segundo ele, o Estatuto do Torcedor dá respaldo à equipe no caso.

“O Estatuto do Torcedor, no capítulo 10, deixa claro que as punições precisam ser publicadas no site da confederação (no caso da Portuguesa, a decisão foi publicada um dia após o jogo contra o Grêmio, quando Héverton atuou suspenso). Está acima de qualquer outra portaria, por ser uma lei federal. Acho muito difícil o Flu se salvar”, opinou.

Em relação a reforços para próxima temporada, o dirigente negou que o São Paulo tenha interesse em Edu Dracena, Elano, Bruno Henrique e Rafael Sóbis. “O São Paulo não tem interesse em nenhum destes jogadores. Provavelmente os empresários que falaram sobre isso”, disse. “O Sóbis é um belo jogador, mas, primeiro, o acerto com o Flu seria impossível. Ele tem também uma remuneração financeira que foge um pouco da nossa política salarial”.

João Paulo de Jesus também disse que não faria comentários sobre as declarações do zagueiro Lúcio, que disse que foi humilhado no São Paulo.

“Estamos cumprindo todos os compromissos com ele. Não fico à vontade para fazer comentários em relação ao que disse o jogador. A repercussão nas redes sociais mostra a reação da torcida às atuações do jogador”, finalizou.

Fonte: ESPN

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA