Osvaldo admite proposta da Ucrânia, mas diz que quer ficar no São Paulo

0
17

O atacante Osvaldo, do São Paulo, foi um dos destaques do Jogo da Amizade, partida festiva organizada por ele e pelo cantor de forró cearense Wesley Safadão, em Fortaleza, na última segunda-feira. Mesmo com clima de amistoso de férias, o jogador não escapou das perguntas sobre o seu futuro. Mesmo priorizando o Tricolor paulista, clube com o qual ainda tem contrato, o cearense admite que pode estar de saída. O jogador recebeu proposta do Metalist Kharkiv, da Ucrânia.

– Tenho contrato ainda e a diretoria não me passou nada. Tive o amistoso para organizar e ainda não pude descansar. Agora vou ver se relaxo um pouco mais e penso com carinho no futuro. Existe a proposta do Metalist, sim. Quando chegar às minhas mãos, vou sentar, estudar e ver o que vai ser melhor – disse Osvaldo.
Sobre uma possível lista de dispensas elaborada pela diretoria tricolor, Osvaldo disse desconhecer tal relação e reafirmou que tem contrato com a equipe do Morumbi. O camisa 17 disse ainda não acreditar que não esteja nos planos do São Paulo.
– Não me passaram nada (sobre lista de dispensas). Tenho contato com o São Paulo, que recentemente recusou proposta do próprio Metalist para eu sair. Então, acho que o clube não tem o interesse em me descartar. Está nas mãos da diretoria, e vou procurar acatar pensando no que for melhor para a gente – afirmou.

Osvaldo começou bem o ano de 2013, sendo lembrado por Luis Felipe Scolari em três amistosos da seleção brasileira no primeiro semestre – contra Itália, Rússia e Bolívia. No entanto, as boas atuações ficaram apenas no inicio do ano, e seu desempenho caiu em seguida. O atacante marcou apenas cinco gols em toda a temporada, sendo o último deles no dia 28 de fevereiro (contra o The Strongest, pela Copa Libertadores).

Vestiário tricolor

O atacante cearense não se omitiu também de falar sobre ambiente no vestiário do São Paulo em 2013, cercado de polêmicas por conta de uma sequência de maus resultados no decorrer do ano e brigas internas envolvendo o principal nome do elenco, o capitão Rogério Ceni, e o então técnico Ney Franco, além do zagueiro Lúcio. O ex-capitão da Seleção foi afastado pela diretoria por motivos disciplinares e, recentemente, concedeu entrevista ao Esporte Espetacular e garantiu que seu problema era com o técnico Paulo Autuori, e não com os outros jogadores. Osvaldo confirma que o zagueiro é querido pelos jogadores.

– Fico triste pelo afastamento do Lúcio porque ele foi um exemplo para nós. Um cara que sempre treinou, que eu respeitava. Nem sei explicar direito o que aconteceu. Espero que agora ele possa seguir muito feliz. Não tenho nada a dizer contra o Lúcio. Até hoje falo com ele.Retorno ao Ceará descartado

Sonho da torcida do Ceará no ano do centenário alvinegro, Osvaldo descartou a possibilidade de retornar à Porangabuçu em 2014, afirmando que ainda é cedo para um retorno e classificando como impossíveis as chances de voltar ao clube cearense na próxima temporada.

– Acho que agora não. Ainda é cedo. Tenho contrato com o São Paulo. quem sabe futuramente. Agora, acho que está impossível minha volta.

Eu defendo a permanencia de Osvaldo! Ele não passa por uma boa fase, porém sabe jogar futebol!



Fonte: GloboEsporte.com                                                                          Redator: Farlei Xavier 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA