Fim da linha com a Penalty?

0
40
A parceria do São
Paulo com a Penalty não está nos seus melhores dias, e durante esse
ano deixou muitos insatisfeitos e poucos apaixonados. Quando os novos uniformes
foram lançados, muitos torcedores não gostaram e não se mostraram entusiasmados
na aquisição desses. Porém, no decorrer do ano, foram lançadas camisas comemorativas,
que deram uma pequena aquecida à essas vendas. Mas nada significativo perto do poder de marketing que o São Paulo possui.

O próximo ano do São Paulo é
de eleições. Reformas no Morumbi, novo presidente, antigos problemas. Ainda não
se consistiu um time forte para o próximo ano, e agora, fornecedor de material também se torna
um assunto a ser discutido. O problema são os atrasos da Penalty com o São Paulo
(com relação a luvas e bônus) que são pagos mensalmente. Os pagamentos básicos estão
sendo realizados normalmente, mas existe o desgaste de uma dívida de mais de R$7
mi da fornecedora do material ao São Paulo.

Lançamento do uniforme no início de 2013 (Foto:Globoesporte.com)

O contrato com
a Penalty vai até o fim de 2015, e os valores estão estimados em cerca de R$36 mi.
Contanto, no ano de 2013 os valores recebidos foram abaixo do esperado e ambas as
partes tentam fazer um acordo para o parcelamento dessa dívida. O ano de 2013 não
foi proveitoso para o São Paulo nem mesmo neste quesito, onde perdemos um pouco
da identidade dentro de campo e com os uniformes lançados. Uma parceria que deu
tão certo nos anos 90 pro São Paulo, hoje não esboça o mesmo sucesso. Muitas opiniões
foram contra os novos uniformes, e a tentativa de deixá-los atrativos (com referências
ao Mundial e Libertadores de 93 em seu aniversário de 20 anos) acabaram passando
desapercebidos diante de tantos fracassos expostos, inclusive do marketing.




Continua em
2014?



Não aposto na continuidade desse contrato, até por que a Adidas já está sendo cogitada
para desenhar o nosso uniforme. Até abril, o clima e as energias estarão todas voltadas
para as eleições presidenciais. Não por menos, pois já estão aquecidas desde antes
da divulgação oficial dos candidatos. A receita da Penalty no segundo trimestre
foi de R$ 58 milhões. No mesmo período de 2012, foram R$ 64,4 milhões. Houve também
uma troca de presidência para engatilhar novos rumos à empresa. Ao que tudo indica,
será um assunto empurrado pra baixo dos panos, e resolvido – pra variar
– em cima da hora. Além do São Paulo, a Penalty tem contrato com Ceará, Figueirense,
Náutico, Santa Cruz, Vitória e Vasco. E você torcedor, gostaria de ver qual fornecedora
produzindo o manto tricolor? 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA