De volta ao São Paulo, Cañete faz planos ousados: ‘Vou brilhar em 2014’

0
33

Após ser emprestado para a Portuguesa, meia argentino acredita que chegou a hora de enfim deslanchar no Tricolor: ‘Eu quero jogar bem e fazer história no São Paulo’.

Cañete está de volta ao São Paulo após passagem pela Lusa (Foto: David Abramvezt)

Reintegrado ao elenco do São Paulo para a temporada de 2014, Marcelo Cañete assegura que vai demonstrar para o torcedor tricolor o quanto pode ser importante para o clube. Contratado do Boca Juniors na metade de 2011, o meia logo sofreu uma grave lesão no joelho e ficou um ano sem jogar.

Recuperado, o argentino começou 2013 com tudo e chegou a desbancar Paulo Henrique Ganso no time titular. Porém, em maio, depois de cair de rendimento, fez parte de uma lista de sete jogadores afastados pelo presidente Juvenal Juvêncio após as eliminações no Paulistão e na Libertadores. Acabou sendo emprestado para a Portuguesa até o fim do Brasileirão.

– Vai ser o meu ano, vou brilhar em 2014. A minha prioridade é mostrar o meu futebol de uma vez por todas. Eu quero jogar bem e fazer história no São Paulo. Faz tempo que estou no Brasil e está na hora de mostrar meu futebol – afirmou Cañete.

Comparado ao astro argentino Riquelme quando pintou no Boca Juniors, Cañete, agora com 23 anos, tem a promessa do Tricolor de que vai ser aproveitado no Campeonato Paulista. Para alongar a pré-temporada dos seus principais jogadores, o São Paulo planeja utilizar um time misto no início da competição estadual. Cenário ideal para que o argentino mostre que está bem.

– Meu empresário falou que em 2014 eu ia ser aproveitado no Campeonato Paulista. É só esperar para eu começar com tudo. Tenho contrato até o final de 2016. Renovei esse ano e espero ficar no São Paulo até o fim.

Indagado sobre o fato ter conseguido roubar a posição de titular de Ganso no início deste ano, Cañete faz questão de ressaltar que ele se sente melhor atuando ao lado do camisa 8.

– Nas partidas em que joguei com o Ganso, eu e ele fomos muito bem. Nós nos entendemos e fizemos a diferença em campo. Do lado do Ganso qualquer um joga, é muito fácil. Vou tentar ficar bem fisicamente e pegar ritmo de jogo para mostrar que posso jogar.

Sobre a passagem pela Portuguesa, o argentino guarda boas lembranças, apesar de não ter conseguido ter uma sequência de partidas por causa de dores no púbis, que, segundo ele, não o atrapalharão ano que vem.

– Eu sou agradecido pela oportunidade. Comecei jogando na Portuguesa e fiz várias partidas boas. Mas depois acabei não sendo mais relacionado e preferi voltar para o São Paulo antes do fim do empréstimo – comentou Cañete, que deixou a Lusa no fim de novembro para fazer tratamento no Reffis são-paulino.

FONTE: GLOBOESPORTE.COM

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA