Titular contra o Atlético-MG? Fabrício admite: ‘A preferência é dos outros’

0
41

Fonte: globoesporte.com

A busca por uma vaga de titular do São Paulo não diminuiu a sinceridade do volante Fabrício. Depois de sequer ser levado para a partida contra o Strongest, na Bolívia, o jogador admite que tem poucas chances de ser titular no decisivo duelo diante do Atlético-MG, na próxima quarta-feira, no Morumbi, pela última rodada da fase de grupos da Taça Libertadores.
– Está muito complicado. A preferência é dos outros volantes. Tenho de fazer meu trabalho e correr por fora – afirmou.

(Foto: Marcos Ribolli / globoesporte.com)
O técnico Ney Franco ainda não revelou a escalação e chegou a indicar algumas dúvidas para montar o time. A lesão de Maicon abriu uma brecha no meio de campo, mas, nem assim, empolgou Fabrício sobre a possibilidade iniciar o confronto. Wellington e Rodrigo Caio também estão na disputa. A outra vaga deve continuar com Denilson.
O desejo de atuar com mais frequência, aliás, quase criou um atrito entre Fabrício e o treinador. Ao ser substituído no segundo tempo do jogo contra o Botafogo, no último domingo, o meio-campista fechou a cara e disse na saída de campo: “Pô, professor, me deixa jogar!”. Ele e o técnico garantem que o assunto está encerrado.
– Só vou ficar bom jogando. Eu ainda erro muitos passes e ainda não estou acostumado com a pressão de um jogo quando o adversário vem para cima. Mas, com o tempo, vou melhorando – disse.
Fabrício chegou ao São Paulo para deixar o elenco mais “cascudo”, como queria o presidente Juvenal Juvêncio. No entanto, sofreu seguidas lesões e acabou ficando quase um ano ausente em virtude de uma cirurgia no joelho esquerdo. Mesmo sem se firmar, tenta mostrar certa liderança perante um grupo que pode ser eliminado logo no início do maior objetivo da temporada.
– Vamos enfrentar a melhor equipe do Brasil. Temos de melhorar. Nós nos colocamos nessa situação.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA