O fim está próximo e não temos solução

0
43

Por Ana Claudia Marioto (@KauMarioto)

Não é de hoje que Rogério vem comentando sobre sua aposentaria, e todos sabemos que só temos um M1TO em campo devido à classificação para a Libertadores. Mas no jogo de ontem, contra o Mogi, só me deixou a preocupação de quem assumirá a defesa.

Nosso Capitão, como todo humano, erra algumas vezes, mas é claro que o equilíbrio esportivo e psicológico, da equipe, parte dele. Na sua ausência vemos um time fraco, desmotivado e sem coragem.

Foto gazetaesportiva.com

Rogério Ceni há anos vem sendo O Goleiro, e em cada jogo que passamos sem sua atuação tenho mais certeza de que o futuro será amargo. Não temos em nosso CT alguém que consiga chegar próximo ao seu desempenho, agora nem me refiro a imagem perante o restante do elenco, e sim à função goleiro. É recorrente a derrota quando outro está no gol, e isso não é um problema de qualidade dos atletas, e sim do São Paulo FC, que se acomodou com a qualidade que tinha em mãos e esqueceu que um dia até uma grande carreira precisaria chegar ao fim.

Todos nós sonhamos com a eternidade de quem melhor representa o amor por esta camisa, mas infelizmente ela não acontece. Quando vimos que o clube estava investindo em goleiros? Quando vimos o clube preocupado com isso? E se está for mesmo a última Libertadores do Rogério, qual será nosso futuro?

O tempo voa e já se foi praticamente meio ano e nada ainda foi pensado, mais uma vez precisamos acordar, porque nosso ídolo precisa descansar. Estamos fechando os olhos, e depois pode ser tarde.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA