Iminente eliminação na Libertadores anula temporada 2012

0
49
Por: Sérgio Ricardo Jr
Em vão. Tudo feito no ano passado pode ser jogado no lixo com a iminente eliminação do São Paulo na Libertadores 2013. Como bem vimos, a temporada passada foi complicada, cheia de apertos, indecisões e desconfianças. No meio do ano, quando pensávamos que tudo já tinha desmoronado, um pouco de esperança foi encontrada na chegada de Ney Franco e no amadurecimento de Lucas. Após uma virada de temporada sensacional, tudo aquilo de bom que vimos pode ser pifiamente jogado na lata do lixo.
Libertadores 2013 (Foto: EstadioVip)
Após mais uma eliminação para o Santos no Paulista e uma saída conturbada da Copa do Brasil, nos concentramos em buscar a vaga na Libertadores pelo Campeonato Brasileiro ou Sul-Americana. Não foi fácil, por muitas vezes pensamos que não conseguiríamos. E quando digo muitas vezes, são muitas vezes mesmo. Quando vimos Lucas se transformar em homem e ídolo, chamando a responsabilidade de decidir, a certeza que conseguiríamos, de qualquer forma, passou a ser constante. Vimos um jovem jogador, ainda garoto, se tornar homem, um gigante em campo. Vimos tantos outros jogadores se encontrarem, até mesmos os mais criticados… 
Lucas, Sul-Americana 2012 (Foto: Vipcomm)
O segundo turno do Campeonato Brasileiro foi doce. Como era bom ver o time do São Paulo passear sobre os outros clubes no Morumbi e voltar a vencer fora de casa, algo que faltara nos últimos campeonatos. Na Sul-Americana era sufoco. Empates, gols estranhos, mas fomos até o final. Enfim, conseguimos de toda forma a tão sonhada vaga no nosso torneio preferido. Conquistamos a Sul-Americana de forma inacreditável, com final de um tempo só, briga, confusão e muita bola por parte do time, principalmente no jogo final. No Brasileiro, o luxo de vencer o segundo turno e não ser, devido a campanha irregular na primeira etapa do campeonato, quem sabe até campeão, foi docemente inexplicável para quem viu os jogos do São Paulo no começo do ano. Jogamos de uma forma que ninguém esperava.
Agora, meus amigos, tudo aquilo que passamos em 2012 pode ser simplesmente anulado diante dessa iminente e precoce eliminação. O time não é ruim, longe disse, só não se encontrou. E nem sei se vai, já que teremos mudanças, com certeza. Não me dói ser eliminado, me dói a forma que isso acontece. Não pela bola, porque isso temos, mas pela forma. É um grupo complicado, tudo bem, mas dava para passar. E talvez ainda dê.
Lutamos como leões pela vaga e simplesmente a jogamos fora. Depois de ver um ressurgimento tão inesperado na última temporada, de ver um time tão empenhado no objetivo de voltar a Libertadores, ver o mesmo time, com algumas mudanças, ser eliminado dessa forma é no mínimo constrangedor. Essa semana, todo são-paulino se sente constrangido. Alguns vão demonstrar, outros não, porém, estão. Nosso papel é acreditar e o papel de cada atleta do grupo é fazer as coisas acontecerem, os resultadores chegarem. Se eles não estão fazendo a parte deles, é difícil chegar aqui e cobrar que o torcedor faça a sua parte. Eu farei, porque amar esse clube gratuitamente é algo que faço desde pequeno. Irei torcer, óbvio. Agora, acreditar com toda certeza que passaremos, como já fiz neste e em outros anos, é praticamente impossível nesta altura. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA