A importância do 8

0
61

Por: Daniel Barbosa (@DbarbosaESPN)

Caros tricolores, todos recuperados do ataque do coração da semana passada? Acho que muitos, assim como eu, não. Ainda bem que este meio de semana será todo livre para nos prepararmos para o que vem por aí. Para se programar melhor, basta dar uma olhada com atenção na coluna passada, escrita pelo companheiro Adhemar Juan. Vai ser de tirar o fôlego.

Nesta maratona de partidas, um cara será de extrema importância: Paulo Henrique Ganso. Isto pelo fato de o camisa 8 estar cada vez mais entrosado com o time e participativo, fazendo exatamente aquilo que todos esperam dele. O jogo contra o Atlético Mineiro, pela Libertadores, escancarou isso. Muita vontade, roubos de bola e um passe sensacional no segundo gol.

É inegável que Ganso não teve um início feliz no São Paulo. Recuperando-se de lesão, melhorando o vigor físico, muitos torcedores estavam sem paciência com o meia. Mas, para quem já sofreu, sabe, o quão ruim é sofrer cirurgia e voltar a jogar futebol. Mas, aos poucos, ele vai virando o dono do meio de campo. E, o mais importante, desafoga Jadson, que beira a perfeição neste ano.

Dentro do time, Ganso ganhou confiança, mas voltará a ser aquele Ganso do Santos quando passar a chutar mais para o gol. Ney Franco cobra isso. Veremos se fará efeito. Mas, hoje, o time passa muito pelos pés do meia. Tende a passar muito mais, e com qualidade. Crescerá mais ainda. Está é a minha aposta.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA