Capitão fala a verdade, tchau Casembauer!

0
50

Fiquei aqui pensando sobre o que escrever para não parecer repetitivo e resolvi fazer um apanhado geral dessa semana agitada pros lados do time das três cores.

Depois de uma excelente vitória contra o Atlético Sorocaba de Milão, gols dos Sr’s Reffis Ganso e Cañete, a semana começou mesmo na quarta-feira.
Jogo difícil contra o retumbante Bolívar. Perdemos. Ok. Mas não foi surpreendente a derrota. Creio que tenha sido até esperado. O que não foi esperado foi abrimos 3×0 no começo do jogo. Tomamos a virada de um time horrível e o Rogério foi certo em cobrar o time. Mas pela forma que foi, não pelo resultado em si.
Nenhum jogador pode aceitar perder daquela maneira. Há derrotas e derrotas e foi isso que nosso #01 cobrou no fim do jogo.

Podem falar que a cobrança foi exagerada, que não precisava cobrar na frente dos repórters, mas podem ter certeza que o que o Rogério disse na saída do campo, não foi nem 10% do que ele falou dentro do vestiário.

Que fique a lição para as próximas fases. The Stronguest é do nível do União Rondonópolis-MT, que enfiem um saco de gols no Morumbi e joguem com mais inteligência lá em cima.

Dia seguinte do jogo, galera ainda criticando o Rogério Ceni por falar a verdade, e vejo a notícia que nosso amado Casembauer vai pro Real Madrid. É o Castilla que joga a segunda divisão, mas é o Real Madrid (aliás, tem Outback lá?).
Quando está afim, joga demais. Tem potencial pra ser titular do São Paulo e só não o é porque Wellington e Denilson estão em fase fabulosa.
Essa mudança vai fazer bem pro moleque.

Casemiro em momento YMCA – GloboEsporte.com

Em 2011, quando vivia uma fase negra e precisava de apoio eu o critiquei muito. Tanto aqui no blog quanto no estádio, chegando ao auge quando eu o chamei do carinhoso apelido de “Outback” e ele se irritou que quase vem pra cima de mim.
A fase dentro de campo era horrível muito pro culpa do gênio Adilson Batista e Casemiro se constagiou com a preguiça que o time andava vivendo e não jogou absolutamente nada.

Saindo dessa fase, alguns jogos bons em 2012, mas sem alcançar a titularidade. Que 2013 seja muito bom pra ele no Castilla, tem minha torcida.

E pra finalizar a sexta-feira: Ganso titular contra o Santos.

Surpreso sim, afinal, na minha última coluna eu havia meio que descartado Ganso do time tão cedo, mas aí vem o Ney Franco e surpreende.

Que a volta para a Vila o motive a ser mais competitivo e vibrante. O São Paulo precisará muito dele pra conseguir a vitória.

Arrebenta lá PH.

Ótimo fim de semana a todos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA