Renova, M1TO! Nossa maior “contratação” para 2013 é você!

0
68

Saudações Soberanas! Há dois jogos o time vem mostrando um futebol que, talvez, não mostre há anos. Rápido, envolvente, seguro… e essas partidas vieram no momento certo, pois tivemos nossa “final” no Campeonato Brasileiro, contra o Vasco. Mas, se lembrarmos detalhadamente dos dois últimos jogos, perceberemos algo que venho dizendo há muito tempo e que talvez tenha passado despercebido para muitos até então: a importância (e a gigantesca qualidade) do M1TO.

Foto: Alexandre Loureiro

Falar do Rogério é chover no molhado, afinal, todos sabem da sua importância passada e atual dentro do São Paulo, mas algumas pessoas (que não consigo chamá-las de “torcedores do São Paulo”) insistem em achar que o nosso Capitão está “velho, ultrapassado e não possui mais a mesma agilidade e/ou reflexo de outrora”. Pois bem, os jogos contra Palmeiras e, principalmente, Vasco mostraram algo bem diferente.

Contra o Palmeiras, ele entrou em campo aplaudindo a torcida antes mesmo de gritarmos o nome dele. Motivo: estávamos cantando o hino de clube em alto e bom som. São detalhes que mostram o quanto ele ainda está envolvido e quer o bem do São Paulo. Com a bola rolando, ele fez duas defesas maravilhosas (uma delas, um milagre) já na segunda etapa. Primeiro, em cabeçada de Barcos, após escanteio, e a segunda, em fortíssima finalização à queima-roupa de Corrêa, cruzada, no lance em que gerou a contusão de Valdívia. Lances capitais, as famosas “bolas do jogo” para os goleiros.

Imagem: Divulgação

Contra o Vasco… acho que não preciso falar nada. Defesas impossíveis, milagrosas, fantásticas! Outra atuação perfeita, lembrando, com classe, a exibição que considero a maior da história de um goleiro, no Mundial de 2005 (há SETE anos). A foto abaixo retrata o momento vivido pelo M1TO. Não me lembro de vê-lo sorrir após uma defesa durante o jogo. Quarta-feira passada, em São Januário, aconteceu. Isso reflete o quanto ele está bem, feliz por estar jogando, determinado e, claro, contente por ter provado para ele mesmo (um perfeccionista nato) que ele consegue jogar em alto nível, aos quase 40 anos, após a contusão mais séria da carreira.

Foto: Ralf Santos/ Ag. Estado

Voltando ao que escrevi no começo, confesso que não esperava um mudança tão radical ainda esse ano, e sempre deixei isso claro. De “um jogo para o outro”, parece que o time finalmente acordou e todos começaram a jogar tudo que sabem, principalmente coletivamente. Com a diferença “zerada” em relação ao Vasco e com os dois próximos jogos do São Paulo sendo os mais fáceis possíveis, acredito que, hoje, nos tornamos favoritos para ficar com a última vaga para a Libertadores.

Foto: Miguel Schincariol/Site Oficial

Admito tranquilamente que não acreditava em nenhum tipo de êxito em 2012 (mas que fique claro, nunca deixei de torcer nem de ir a todos os jogos) e que essa reviravolta Tricolor me fez mudar de opinião. Mas é necessário saber que o Rogério foi fundamental para que isso acontecesse. Tanto como goleiro, como capitão, como líder, como símbolo, enfim… importante de todas as maneiras possíveis. O sorriso dele nessa foto do Ralf Santos acena para uma possível renovação de contrato e fica aqui, mais uma vez, um pedido meu, mas sei que falo por toda a nação Soberana: RENOVA, M1TO! Você é essencial para nós de tal forma que ouso dizer, sem medo de errar, que essa (possível) renovação seria a nossa maior contratação para 2013. Todos têm goleiro, só nós temos Rogério.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA