A melhor contratação do ano: Rafael Toloi

0
171

Por: Sérgio Ricardo Jr

O São Paulo mudou a forma de administrar a equipe e abriu os cofres nesta temporada. Nomes de peso chegaram: Cortez, Jadson, Ganso, Osvaldo, dentre outros. Algumas na base da surpresa, como as inesperadas contratações de Cortez e Osvaldo, outras demoradas, consideradas novelas, como a de Jadson e Paulo Henrique Ganso. A contratação de Toloi não foi tão badalada quanto a de Ganso, mas foi, até aqui, a melhor da temporada.

 LUIZ PIRES / VIPCOMM

Garoto, vindo do Goiás, com muito potencial e uma mala de desconfiança. Assim que soube da contratação, confesso, desacreditei. Rafael Toloi não tinha jogado bem contra o São Paulo pela Copa do Brasil e isso me deixou preocupado. Toloi chegou como solução, pegou a camisa, assumiu a responsabilidade e estreou em um clássico contra o Palmeiras. Mostrou aí que tinha personalidade. Cometeu um pênalti, é bem verdade, e choveram incertezas sobre seu futuro. Hoje, um turno de campeonato depois, Toloi se tornou um dos melhores jogadores do São Paulo e se firmou como um dos grandes zagueiros do Brasil.

Historicamente o São Paulo acerta quando traz jogadores do Goiás. Foi assim com Danilo, Josue, André Dias, Fabão, Grafite, e tantos outros que não me recordo. Hoje temos o bom lateral Douglas e o excelente Toloi. Os números provam a eficiência de Toloi e o azar de Rhodolfo, nosso grande nome da zaga na última temporada, que vive um ano inseguro. O sistema defensivo do São Paulo é um antes e outro depois da chegada do zagueiro. Toloi trouxe a segurança que faltava desde a saída de Miranda para o Atlético de Madrid em 2011.

Nesta reta final de temporada é importante contar com jogadores de qualidade, mais importante ainda é saber que no próximo ano, com a iminente vaga na Libertadores sendo conquistada, teremos uma base forte e um time competitivo mesmo com a saída de Lucas. Toloi se tornou um pilar da equipe, titular inquestionável. É um alívio para qualquer são paulino saber que, enfim, o time voltou a ter uma zaga confiável, e boa parte disso deve-se a contratação de Rafael Toloi. Sem badalação, sem frescura, sem festa. Toloi chegou e conquistou respeito dentro de campo, como manda o figurino. Nasceu aí, talvez, uma grande história, enredo esse que me lembra um certo uruguaio que atende pelo nome de Diego.

Sérgio Ricardo Jr.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA