Ney Franco não confia nos jogadores do São Paulo

2
68
Por:  Sérgio Ricardo Jr. / @sergioricardorn
Assim como a torcida, que demonstra isso aos quatro ventos, Ney Franco não confia em seus comandados. E demonstrou, mais uma vez, no último jogo diante do Náutico. Onde aliás só o time pernambucano jogou. Ao substituir João Filipe com 10 minutos de jogo, não por mudança técnica, o que seria elogiável, mas sim pelo cartão amarelo tomado, jogou a tona o tamanho da desconfiança sobre os jogadores. Quem não confia, não ganha. Pode até vencer, mas nunca ganha. Ele não confiou em João Filipe, assim como parece não confiar em qualquer outra peça do elenco.

Existem vários motivos que levam o atual treinador do São Paulo a essa descrença sobre o elenco. Não foi ele quem montou o time, muito pelo contrário. E não é por vontade dele que o São Paulo atua no 3-5-2, e sim por pressão de todos os lados, como bem sabemos, não adianta fingir que não acontece. Há motivos, mas nenhum justifica. Não se pode comandar um elenco sem confiar em cada peça que faz parte dele. 

É compreensível  que a torcida não confie no time. É até natural quando os resultados não aparecem. Assim como é admissível que você, leitor, não goste dos meus textos, mas que goste dos outros colunistas. Mas em nenhuma hipótese o comandante do SPFC1935 pode me manter no site sem confiança. Não tem a menor possibilidade de dar certo. Empaca, não anda, a relação se compromete. É assim que acontece no São Paulo.

A diretoria finge que confia no elenco, Ney Franco diz que confia e age contra as palavras. Os jogadores, até agora, são os únicos que estão unidos entre eles dentro do clube. Na derrota e na vitória, mesmo que essa custe a aparecer. Deixo claro que não estou criticando o trabalho de Ney Franco, até mesmo porque não teve tempo o suficiente para avaliação. Critico fortemente a atitude dele, não só no jogo contra o Náutico, mas também nos anteriores. Penso que se ele não confia no grupo que tem, que passe para outro. Da diretoria do São Paulo espero tudo, de Ney Franco, a quem sempre defendi, não. Faltou e falta pulso. Ele deve trazer os jogadores para junto, dando confiança a cada um, que eles vão aceitar e jogar muitas vezes pelo treinador. Se a relação de Ney começar a ser igual a que o grupo tinha com Leão, o caminho também será o mesmo. No caso, a porta de saída do São Paulo FC.

2 Comentários

  1. não concordo com você Ney tem confiança em seus comondados sim já cansei de ouvir ele falando que confia muito nesse grupo e tenho certezar que esse time ainda vai dar à volta por cima .obs

DEIXE UMA RESPOSTA