Lucas vendido. E o negócio foi excelente!

0
48

Saudações Soberanas! Como estava previsto desde o início dos Jogos Olímpicos, Lucas foi vendido. Três coisas mudaram desde os boatos iniciais mais fortes, há algumas semanas. Uma foi o seu destino. Lucas jogará pelo PSG e não pelo Manchester United. Outra foi o valor da transferência, cerca de R$ 14 milhões maior. E a última foi quanto à sua saída. Lucas ficará até o final da temporada no São Paulo e se apresentará ao PSG em janeiro. Mas enfim, foi um bom negócio?

Imagem: Reprodução

Quando os boatos ficaram fortes (começaram com a Internazionale), escrevi sobre o tema, no campo da hipótese – clique aqui para ler – e agora escrevo sobre o assunto com tudo definido. Em relação a opinião final, mudei a minha. Foi, sim, um bom negócio vendê-lo. “Já mudou de opinião? Por quê?”, alguns podem perguntar. Simples. O valor é absurdamente mais alto, o São Paulo negociou com o Lucas antes da venda e o garoto cedeu mais 5% do dinheiro ao clube e, o principal, nosso camisa 7 ficará até o final da temporada.

Lucas é um garoto de carácter e tem princípios. Fico totalmente tranquilo quanto ao seu esforço e entrega dentro de campo. Sei que fará o melhor e que tentará deixar o clube muito bem. Se não com um título, ao menos com uma vaga para a Libertadores-2013. Em alguns casos, não se pode pensar só no dinheiro e Lucas é um exemplo disso. Não é nenhum Messi, óbvio, mas a importância dele dentro do time é muito grande. Um time onde não se vê mais falta de raça (na maioria), mas, sim, falta de técnica. Lucas é um diferencial.

Foto: Ari Ferreira

Faltam duas rodadas para que ele volte ao time. Teremos nosso jogador de linha mais talentoso de volta até dezembro. O jogador que pode resolver o jogo em um lance, em um lampejo. Mas… e depois? E aí entra outro fator fundamental para que a venda dele seja menos sentida: ao sair, a janela de transferências estará aberta novamente. Ao menos um grande jogador podemos (e devemos) trazer para suprir sua ausência e deixar o time mais forte.

O São Paulo ficou com 75% do dinheiro da maior venda da história do futebol brasileiro. Em outras palavras, cerca de R$ 81,3 mi dos R$ 108,3 mi foram para o São Paulo. Se somados com outros R$ 18 milhões que ganhamos recentemente com o Oscar (R$ 15 milhões do Internacional mais 3,75% na transação entre o clube gaúcho e o Chelsea), temos, só com dois jogadores, praticamente R$ 100 milhões! Evidentemente isso tudo não irá apenas para contratações, mas é obrigação suprir a ausência do nosso craque e ter um bom elenco/planejamento para 2013.

Foto: Rubens Chiri/Site Oficial

Por fim, desejar sorte e sucesso ao garoto na França. Lucas vai para o time o qual simpatizo no país desde que Rei Raí virou um grande ídolo também no PSG. Para nós, resta torcer por duas coisas. A primeira é para que o Lucas possa deixar o São Paulo, se não com um título, com uma vaga na Libertadores. A segunda é para que a nossa diretoria saiba o que fazer com esse dinheiro todo e o use com sabedoria e consciência.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA