Jadson cresceu e fez o São Paulo crescer

0
70

Por:  Sérgio Ricardo Jr. / @sergioricardorn

Apesar de bastante criticado, Jadson mostra a cada jogo que o São Paulo não errou no investimento. Foi caro, demorou a render, mas hoje é o diferencial do time. Nas bolas paradas, nos passes, na marcação no campo adversário. Cresceu, e como todo bom meia que se preze, o número de assistências na temporada se elevou, junto com futebol do clube que defende.
Quando um jogador cresce, não há como argumentar contra. Até os críticos, seja por qualquer motivo, admitem a qualidade de um cara que, não se esqueçam, já levou um frágil Atlético-PR a um título brasileiro e a uma final de Libertadores contra o próprio São Paulo. Hoje, muito melhor que antes, o meia assumiu a responsabilidade de conduzir o time do São Paulo e vem fazendo um bom papel.
Outro ponto que se deve analisar é a importância de uma sequência de jogos para qualquer jogador, principalmente para um cara que jogou as últimas sete temporadas na Ucrânia, com clima e estilo de jogo totalmente contrários aos encontrados no Brasil. Particularmente, gostava e gosto de Emerson Leão. Mas, um dos pontos negativos da sua última passagem foi a ”marcação” com Jadson. As sequentes substituições no intervalo ou durante os primeiros minutos do segundo tempo acabavam com a sequência que o meia precisava para render. Isso quando era escalado. Continuo gostando do treinador, porém, sua altitude com Jadson, por ser tão repetitiva, não foi positiva. 
Agora, com sequência e tranquilidade para acertar e errar, o futebol de Jadson cresceu muito. Os erros aumentaram, é bem verdade, muito também porque a bola passa muito por seus pés, consequentemente, estar mais com a bola que os outros atletas aumenta as possibilidades de erro. Enquanto os acertos forem maiores que os erros, estamos no lucro. Os ataque melhorou em decorrência também do crescimento do camisa 10. É uma reação em cadeia. Nós, que nos acostumamos por muito tempo em ver o São Paulo sem um meia na equipe, as vezes estranhamos comentários como este meu no momento, pois estamos acostumados com outro modo de jogo. Vai demorar um tempo para que a torcida por inteiro entenda a importância de Jadson para o time e como o futebol da equipe cresce junto com o meia. A camisa 10 do São Paulo há muito tempo não caia tão bem em um jogador. 
Sérgio Ricardo Jr.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA