A Saga de um Autêntico Tri-Campeão Mundial

0
85
Olá, queridos tricolores.
Hoje, o espaço será dedicado a um autêntico tri-campeão. Afinal, chegar ao topo do mundo, independente da modalidade esportiva, por três vezes, não é para qualquer um.
José Roberto Lages Guimarães, ou simplesmente Zé Roberto, é o mais novo integrante deste seleto clube, onde somente os gigantes estão. O treinador da seleção feminina de vôlei conquistou no último sábado, em Londres, seu terceiro ouro olímpico como técnico de seleção de vôlei. Sua primeira conquista foi em 1992, com o time masculino, em Barcelona e a segunda, na edição passada das Olimpíadas, em Pequim.
Em todas as edições em que o técnico foi campeão, ele sempre teve um árduo desafio; em 1992, o time carregava consigo uma década de um time brilhante (no caso, 1980), mas que não conseguiu ganhar o ouro olímpico, algo semelhante que aconteceu com seleção masculina de futebol, também na mesma década. Aliando a experiência de atletas, como Amauri e Carlão, com a juventude de jogadores como Giovane, Tande e Marcelo Negrão, este time foi campeão com uma campanha brilhante. Este também o primeiro ouro olímpico do Brasil em jogos coletivos.
Já em 2008, o estigma era o da seleção feminina sempre esmorecer perante grandes seleções, como Cuba e Estados Unidos, algo como, jogavam como nunca, perdiam como sempre. Por mais que elas se esforçassem, na hora que se deparavam com estas seleções, algo não dava certo e se perdia a chance de serem campeãs. Ele também teve o desafio de casar experiência com juventude na seleção feminina de 2008.
Mas como um autêntico tri-campeão, Zé Roberto mostrou que não podemos desistir, por mais que a maré não esteja ao nosso favor. E a maior prova disso foi na Olimpíada que acabou no domingo. O time comandado por ele, após um início de competição difícil – na fase de grupos a seleção não foi bem e quase ficou de fora da etapa de chaves – chegou à final batendo os EUA por 3 x 1. O primeiro set foi vencido pela Seleção Americana por incríveis 25 a 11, fazendo parecer que o Brasil seria atropelado no jogo. A Seleção Brasileira virou o jogo vencendo os 3 sets seguintes e garantindo a medalha olímpica de ouro. Foi a maior prova de superação que eu já vi em toda a minha vida.
Que o exemplo deste tricolor possa contagiar nosso clube e que possamos, ao final do Brasileiro, dizer que conseguimos e vencemos, mesmo com a maré contra nós.
Beijos tricolores e até a próxima.
Uma apaixonada pelo São Paulo e pelo Futebol. Com ares de corneteira.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA