A liderança faz a diferença

0
24

Olá a todos da Família SPFC1935!

Esse é meu primeiro post aqui no site é um grande ORGULHO de deixar aqui registrado algumas observações, as vezes não-convencionais. Sou Marco Amaral, 32 anos, paulistano, Analista de Sistemas e estudante de Engenharia de Gestão.

Já tentei ser blogueiro algumas vezes mas acabei deixando de lado por não conseguir tocar a ideia sozinho. Entào escreverei aqui para compor um time e não para me engrandecer, alias o que realmente é grande é meu amor pelo Tricolor!

E falando em SOBERANO, não há como ignorar que todo exército precise de um General, mas que quando o General vai A CAMPO, os soldados todos rendem mais.

Desde o retorno do capitão, o M1TO Rogério Ceni, equipe passou a jogar um novo futebol. tanto que poucos notaram a ausência do craque Lucas no campo.(o que é bom se for confirmada a venda dele para o PSG, onde Raí já brilhou também, lembram?).
Nosso Tricolor finalmente aprendeu a jogar futebol? NÃO! Simplesmente o clima de incertezas terminou. Com a presença do camisa 1 do SPFC esqueceu dos problemas “extra campo” nào interferem mais dentro das 4 linhas. Fora que a segurança de um dos melhores goleiros da história do futebol mundial debaixo das traves são-paulinas tem um reflexo positivo lá na frente: o time nào mais precisa prender a bola sem arriscar com o medo. O time todo passou a se preocupar só em jogar bola. Com isso Flamengo, Bahia e Sport foram vitimas de uma onda de otimismo.
Esse pensamento positivo é fruto de um simples olhar em campo. Afinal de contas quem nào se sentiria inspirado ao ver um “quarentão” recem saido de uma cirurgia e de uma longa recuperação, sem ritmo de jogo dando os eu melhor. A cena me faz lembrar o maior piloto brasileiro de todos os tempos que concluiu sua vitória em Interlagos com um carro tendo apenas a 6ª marcha. Isso que faz um Toloi acreditar mais e marcar melhor, ou um jogador promovido da base como o Adenilson marcar em 4 dos seus 5 primeiros jogos no time principal.

O “efeito borboleta” foi tão grande que atingiu o Fabuloso que parou de ser expulso!
Claro que nosso goleiro fez por merecer a casa cheia no seu retorno, claro que a torcida mudou a forma como lidar com o time, porque agora ninguem mais está deixando de criar, de se esforçar, de demonstrar tanto amor ao SOBERANO quanto nós temos.

Rogério Ceni NUNCA deixou de se identificar com o torcedor, que se identifica com ele, e por isso do banco de reservas a diretoria passando por cada um dos outros 10 em campo, NINGUÉM é indiferente a um torcedor em campo. Cada vez que o golerio com maior numero de gols da história do futebol entra em campo, com ele entra em campo a NAÇÃO que este time representa, especialmente nós da Família SPFC1935

Um forte abraço

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA